3
1

A comunicação social deve ter uma estratégia de comunicação holística

Edgar Leandro é especialista em marketing político e marketing estratégico. É também membro e investigador associado do Observatório Político Português e Marketing Manager.

1
2
Fotografia
:
Carlos Aguiar

Comemorou-se, há um mês, o dia internacional da Liberdade de Imprensa. Como é que avalia o sector em Angola?

É relativamente livre, mas no geral ainda tem baixa qualidade. No entanto, temos hoje a nossa imprensa investigativa capaz de expor algumas matérias terríveis sobre a corrupção relacionada ao anterior Governo, sendo que  há um pequeno número de jornalistas investigativos muito corajosos e talentosos em Angola que nos orgulha. Nós éramos maus na liberdade de imprensa, mas muito melhores na democracia. A minha observação é que tendemos a ter mais liberdade de imprensa com a chegada de um novo líder no comando. A liberdade de imprensa é, em grande parte, uma questão de tolerância cultural.

Que papel pode e deve ter a Comunicação Social no actual contexto de crise económica e social, agora também devido à pandemia da Covid-19?

Eu acredito que a Comunicação Social deve ter uma estratégia de comunicação holística além de apenas táctica para certas coisas. Em Angola, a estratégia de comunicação é muito reactiva. Os jornalistas só comunicam quando os problemas surgem. Não existe uma visão estratégica da Comunicação: quem somos e o que gostaríamos de projectar como país e depois interpretarmos isso numa estrutura política que incorpore todos os sectores. É uma combinação de acções e comunicação.

Enquanto membro do Conselho Regional da IABC, quais são os principais desafios para comunicar a marca Angola lá fora?

Esta é realmente uma das minhas áreas de foco… A dificuldade é que empresas e indivíduos no exterior não consideram os governos africanos confiáveis (ou seja, existe uma percepção de corrupção muito forte). Quando se trata de negócios, haverá sempre uma crença (certa em alguns casos e errada em outros) que o mercado consumidor não é grande o suficiente para "valer a pena". Em resumo: uma percepção de que não há oportunidades suficientes (do ponto de vista do consumidor final) e uma percepção de corrupção. A corrupção ainda é um dos maiores vírus que assola Angola, por conseguinte, um grande desafio para comunicar bem a nossa marca.

Como avalia o ensino da Comunicação Social em Angola?

Ainda infesto do ponto de vista da excelência. Tem de trabalhar em algo extenso para Angola. Criar uma estratégia combinada de acções e comunicação.  A IABC Academy oferece educação e treinamento em comunicação estratégica, para ajudar os profissionais de comunicação a progredir nas suas carreiras e gerar resultados tangíveis com  conhecimentos essenciais e ferramentas vitais para o desenvolvimento de habilidades. Consta do nosso programa de trabalho ajudar os profissionais angolanos neste capítulo.

Leia mais na edição de Junho de 2020, disponível no aplicativo Economia & Mercado para Android e no site, secção "Subscrições".

Economia & Mercado – Quem lê, sabe mais!

7
Assine a Revista Digital - Economia & MercadoAssine a Revista Digital - Economia & Mercado