3
1

Agentes culturais pedem alívio fiscal

Os operadores culturais pediram um alívio na cobrança de impostos, tendo em conta que as suas actividades profissionais estagnaram. O pedido foi apresentado esta semana, em Luanda.

1
2
Fotografia
:
DR

O apelo surge no âmbito das consequência negativas sociais e económicas com que se deparam a classe de artistas, impostas pelo actual contexto de Estado de Emergência nacional decorrente do registo de casos positivos de Covid-19 em Angola.

Segundo os agentes culturais que participaram no encontro com a ministra da Cultura, Turismo e Ambiente, Adjany Costa, as suas actividades profissionais estão paradas, o que os impossibilita de pagar salários aos seus funcionários.

O músico Kyaku Kyadaff defendeu, por isso, adopção de um Plano de Desenvolvimento Cultural Nacional, assim como a criação de políticas que visam salvaguardar a classe, de modos a se promover os hábitos e costumes do povo angolano, tanto do ponto de vista sociológico como linguístico.    

Com soluções viáveis e políticas exequíveis, garantiu o músico, os artistas podem contribuir na potencialização do emprego a nível do país.

No encontro onde participaram os agentes culturais e operadores do sector do turismo inscritos em associações profissionais, foram debatidos as principais preocupações das referidas classe.

Neste sentido, a ministra da Cultura, Turismo e Ambiente, Adjany Costa, garantiu que estão a ser criadas as condições para que os operadores dos sector citados venham a beneficiar de ajuda do Estado.

Durante a reunião, a titular das pastas recebeu contribuições sobre as medidas de alívio económico que podem ser implementadas face à pandemia da Covid-19 em voga no país.

Adjany Costa referiu que serão aplicadas medidas a curto prazo, com vista a minorar a situação actual, mas que tudo dependerá da apresentação de uma proposta realística para mitigar os efeitos da pandemia.      

Segundo a dirigente, existe já um grupo constituído por agentes culturais e turísticos que vão trabalhar em conjunto com técnicos do Ministério da Cultura, Turismo e Ambiente e  do Ministério da Economia e Planeamento, com vista a se encontrar uma proposta realística que visa aliviar os prejuízos derivado da pandemia da Covid-19.

De acordo com a Angop, essas propostas, de acordo com a responsável, serão submetidas para a sua avaliação e aprovação pelos diferentes órgãos do Estado.

Quanto as medidas de alívio económico no sector do turístico, os agentes propuseram a adopção de linhas de financiamento e créditos.

7