3
1

Agricultores de Benguela recebem Cinquenta tractores

A agricultura familiar em Benguela foi reforçada com 50 tractores e alfaias para apoiar o processo de mecanização e aumento da produção, informou o departamento da Agricultura da província.

1
2
Redacção
Fotografia
:
DR
Redacção

O apoio visa aumentar os níveis de produção agrícola durante a campanha agrícola 2019/2020, de 390.852 toneladas colhidos na época anterior, para 890 mil toneladas de produtos diversos.

Segundo o chefe de departamento da Agricultura, Pecuária e Florestas de Benguela, os tractores e alfaias, adquiridos pelo governo, serão distribuídos às 10 brigadas de mecanização agrícola da província, cabendo, inicialmente, cinco a cada uma, para o aproveitamento de 394.874 hectares de terras aráveis na presente campanha.

Em entrevista à ANGOP, enquanto fazia a antevisão sobre o que se pretende na província para o próximo exercício agrícola, Martinho Gabriel informou também que o número de famílias envolvidas na presente campanha agrícola poderá reduzir, uma vez que na campanha anteriores tiveram envolvidas 92.686 famílias apoiadas pelas distintas brigadas da Estação de Desenvolvimento Agrário (EDA), face a progressiva redução do apoio do Estado.

Ainda de acordo com Agência Angolana de Notícias, o responsável referiu que a perspectiva é que o número de agricultores familiares a beneficiar de apoios institucionais passe a decrescer, já que a responsabilidade de fornecimento dos imputes agrícolas vai sendo repassada aos comerciantes.

Para esta campanha agrícola, acrescentou o chefe de departamento da Agricultura, Pecuária e Florestas de Benguela, estão preparadas 537 toneladas de sementes fornecidas pelo ministério de tutela, 1.600 unidades de utensílios diversos, 781 unidades de equipamentos agrícolas e cinco mil toneladas de fertilizantes diversos, incluindo calcário para a correcção dos solos que na região são em grande medida muito ácidos.

A campanha agrícola 2018/2019, escreve a ANGOP, registou uma produção de 390.852 toneladas de produtos diversos, das 447 mil e 659 inicialmente previstas. Esta produção representou uma redução de 13 por cento das previsões iniciais.

Destaque para o cultivo de milho, que teve um rendimento de 113.750 toneladas, a massambala 7.468 toneladas, o feijão 14.059 outras, a ginguba com 2.620, mandioca com uma produção de 46.375 (tn), batata-doce 48.666 (tn), 34.579 de hortícolas, 120 mil toneladas de ananás, 3.335 de banana, dentre outros.

A agricultura em Benguela é essencialmente de tipo sequeiro, mais dependente da chuva, embora existam muitos recursos hídricos que se perdem para a foz (mar), sem aproveitamento agrícola. A estiagem que se verifica nos últimos anos, associada às pragas, têm influenciado negativamente os níveis de produção.

7