3
1

Angola encaixa 756 milhões de euros em receitas fiscais petrolífera

Os valores fazem referência ao mês de Junho, altura em que o Estado angolano encaixou mais de 756 milhões de euros a exportação de petróleo.

1
2
Fotografia
:
DR

No mês em referência, segundo informação divulgada esta semana pelo Ministério das Finanças, o país exportou 33.401.079 barris de petróleo (uma quebra de 1,66 milhões de barris face a maio), a um preço médio que aumentou, no espaço de um mês, de 62,62 dólares (53,15 euros), para 69,48 dólares (58,97 euros) por barril.

Segundo a Lusa, as vendas globais de petróleo em junho ascenderam assim a 2.320 milhões de dólares (1.969 milhões de euros), que por sua vez representaram receitas fiscais para o Estado angolano no valor de 572.949.521.082 kwanzas (756.348.594 milhões de euros, à taxa de câmbio atual).

Na origem destes dados, conforme noticiou a agência portuguesa de notícias,  estão números sobre a receita arrecadada com o Imposto sobre o Rendimento do Petróleo (IRP), Imposto sobre a Produção de Petróleo (IPP), Imposto sobre a Transação de Petróleo (ITP) e receitas da concessionária nacional.

Os dados constantes nestes relatórios do Ministério das Finanças, de acordo com a agência, resultam das declarações fiscais submetidas à Direção Nacional de Impostos pelas companhias petrolíferas, incluindo a concessionária nacional angolana, a empresa pública Sonangol.

Já desde o início do ano, Angola exportou 210.159.845 barris de petróleo ao preço médio de 59,41 dólares (50,43 euros).

Esta exportação resultou em receitas fiscais totais, desde o início do ano, superiores a 2,44 biliões de kwanzas (cerca de 3.223 milhões de euros, ao câmbio atual).

O Orçamento Geral do Estado de Angola para 2021 previa um preço de referência de 39 dólares por barril de petróleo para este ano.

7
Assine a Revista Digital - Economia & MercadoAssine a Revista Digital - Economia & Mercado