3
1

Angola melhora posição no Índice Ibrahim

Redacção_E&M
25/1/2023
1
2
Foto:
DR

Angola continua a evoluir positivamente nas categorias de Segurança e Estado de Direito; Participação, Direitos e Inclusão; bases para as oportunidades económicas e Desenvolvimento humano.

Angola subiu para o 40.º lugar do Índice Ibrahim de Governação Africana (IIAG) 2022, continuando a mostrar sinais de progresso crescente, informa uma nota da RTP publicada hoje, quarta-feira, 20. 

A nota que teve como base o índice elaborado pela Fundação Mo Ibrahim aponta que a substituição do presidente José Eduardo dos Santos, que esteve no poder durante 39 anos, por João Lourenço contribuiu significativamente para uma melhoria em termos de transparência e responsabilização.

Apesar de ter registado um progresso ligeiro de 1,1 pontos na última década, entre 2012 e 2021, a curva de crescimento que o IIAG vinha a registar desde 2014 estagnou desde 2019. 

Esta desaceleração, que coincide com o período da pandemia de covid-19, deve-se sobretudo ao aumento de conflitos armados, repressão contra civis e retrocessos democráticos em geral, que causaram deteriorações em termos de segurança, respeito do Estado de direito, participação e direitos civis.

Estes recuos anularam avanços registados em África com mais oportunidades económicas e desenvolvimento humano, em particular no acesso a cuidados de saúde.

O IIAG mede anualmente a qualidade da governação em 54 países africanos através da compilação de dados estatísticos do ano anterior.  Este índice pretende promover a qualidade das lideranças africanas, de forma a permitir a melhoria das perspectivas económicas e sociais do continente.