3
1

Angola participa no fórum África-América em Abidjan

Uma delegação do Ministério do Comércio e mais cinco associações empresariais participam, desde 4 de Agosto, em Abidjan, no 18º Fórum sobre a Lei de Crescimento e Oportunidades para África (AGOA).

1
2
Redacção
Fotografia
:
DR
Redacção

O evento que decorre sob o lema “AGOA e o futuro: Desenvolver um Novo Paradigma de Negócios para Orientar o Comércio e o Investimento entre os Estados Unidos da América e África”, encerra amanhã, terça-feira, 6, em Abidjan, na Costa de Marfim.

Segundo o Jornal de Angola, as associações empresariais que participam do evento são parte de uma delegação oficial do Ministério do Comércio, liderada pelo secretário de Estado do Comércio, Amadeu Leitão Nunes.

Para o director nacional de Intercâmbio do Ministério do Comércio, Rui Livramento, o fórum é mais uma oportunidade para o país, particularmente os empresários, estabelecerem contactos com investidores de outros países, incluindo norte-americanos. 

Rui Livramento salientou que Angola tem em curso um Programa de Apoio à Produção, Diversificação das Exportações e Substituição de Importações (PRODESI), que pode ser encaixado nas facilidades que o AGOA oferece.

Angola é um dos principais parceiros comerciais dos Estados Unidos na África subsaariana. Da América, o país importa, fundamentalmente, bens alimentares e bebidas, enquanto as exportações circunscrevem-se ao petróleo bruto, um quadro que as autoridades angolanas procuram alterar, com a diversificação da base de exportação.

Criado em 2000 como um dos principais instrumentos da política norte-americana de aproximação à África subsaariana, com o objectivo de promover e facilitar as trocas às exportações dos países da região para os Estados Unidos, o AGOA é uma fórum que apresenta-se para os empresários africanos e norte americanos como uma porta de oportunidades repartidas, numa altura em que o continente africano pretende acelerar e diversificar a sua economia.

7