3
1
PATROCINADO

ANGOTIC: ENBI apresenta solução tecnológica que permite monitorização de autocarros em tempo real

Sebastião Garricha
15/6/2024
1
2
Foto:
Cedida pela fonte

A aplicação permitirá, em fases posteriores, aos utentes conhecerem os horários e paragens dos autocarros, bem como acompanhar, em tempo real, o trajecto da unidade de transporte público que desejam.

A Empresa Nacional de Bilhética Integrada (ENBI) apresentou, durante o Fórum Internacional de Tecnologias de Informação e Comunicação de Angola (ANGOTIC), edição de 2024, o "Giramais", uma tecnologia do Sistema Nacional de Bilhética Integrada que possibilita a emissão de passes ou a monitorização de autocarros em tempo real.

Numa nota enviada à redacção da E&M, a empresa sublinha que se trata de uma das últimas soluções tecnológicas que estão a revolucionar o acesso à mobilidade urbana em várias províncias do País. 

Explica, por exemplo, que para passarem as catracas, os utentes apenas têm que aproximar o passe aos validadores electrónicos instalados nos autocarros públicos que circulam em Luanda e noutras zonas do País, evitando demoras e longas filas para aceder às unidades.

Entretanto, refere que a instalação do Giramais foi apenas o primeiro passo de uma estratégia de modernização tecnológica do sector. Segundo Celso Ferreira, porta-voz da ENBI, a instituição vai apresentar, em breve, o protótipo da aplicação móvel com a qual os utentes poderão fazer o cadastro e emitir um passe. 

Na prática, descreve o responsável, os passageiros vão preencher um formulário na aplicação, efectuar o pagamento por via dos canais da rede da EMIS, e levantar o passe físico num ponto a indicar.

De acordo com a nota que citamos, em fases posteriores, a aplicação permitirá também aos utentes conhecer os horários e paragens dos autocarros, bem como acompanhar, em tempo real, o trajecto da unidade de transporte público que desejam.

"Com o passe Giramais, os utentes dispõem também de uma solução portável que integrará os transportes públicos e os transportes alternativos, à disposição dos seus clientes", lê-se no documento de uma página. 

Celso Ferreira explica que, além dos autocarros, o SNBI incluirá taxistas e moto-taxistas que, embora sejam particulares, "desempenham um serviço público de mobilidade, sobretudo em bairros urbanos de Luanda e noutras províncias como Huíla ou Benguela”. 

Do ponto de vista operacional, o stand da ENBI no ANGOTIC 2024 também demonstrou como a tecnologia está a ser posta ao serviço da monitorização e planificação do sistema de transporte público. A partir da sala de comando do SNBI, a ENBI tem acesso às rotas dos autocarros em tempo real, às horas de partida e chegada de cada unidade, ao número de autocarros em circulação, à quantidade de passageiros por veículo e até aos pontos de maior afluência.

Actualmente, o SNBI integra todas as operadoras de autocarros públicos de Luanda, Benguela, Huila. Segundo a nota enviada à E&M, está também no Huambo e começou a fase de testes em Malanje. Em breve, deverá expandir-se para Cabinda.