3
1

ANPG prorroga prazo de exploração e partilha do Bloco 2/05

Redacção_E&M
1
2
Foto:
DR

Com a prorrogação, o grupo empreiteiro passa também a executar a recuperação das unidades de produção da plataforma Lombo Este e a realização de actividades de extensão da rede de gás de elevação.

A Agência Nacional de Petróleo, Gás e Biocombustíveis (ANPG), a Sociedade Petrolífera Angolana (SOMOIL) e os seus parceiros do Bloco 2/05 (Falcon Oil, Kotoil, Poliedro, Prodoil e Acrep) assinaram na semana passada uma adenda ao Contrato de Partilha de Produção em vigor, com vista a manter o equilíbrio económico-fiscal do bloco e a definir e regular os direitos e as obrigações das partes relativamente às operações petrolíferas a serem executadas.

Segundo uma nota que chegou a nossa redacção, a adenda agora rubricada visa também a prorrogação do período de produção da concessão e a alteração da partilha do petróleo lucro.

No âmbito da mesma, o Grupo Empreiteiro deve executar as seguintes obrigações de trabalho para o período da prorrogação: perfuração de poço de exploração; aumento da produção; campanha de workover; recuperação das unidades de produção da plataforma Lombo Este; e realização de actividades de extensão da rede de gás de elevação.

Fazem parte do Grupo Empreiteiro do Bloco 2/05 as empresas Somoil (operador), com uma participação de 30%, a Falcon Oil (20%), Kotoil (12,50%), Poliedro (12,50%), Prodoil (12,50%) e Acrep (12,50%).

Refira-se que uma das novas áreas do Bloco 2/05 resulta da unificação de 16 áreas de desenvolvimento, a saber: Bagre, Raia, Savelha, Lombo Norte, Cavala, Morsa West, Chopa, Albacore, Calafate, Estrela, Essungo, Sulele Sul, Sulele North, Sulele West, Lombo Este e Tubarão. Por sua vez, a área de desenvolvimento denominada Grande Espadarte compreende os campos não produzidos Espadarte e Sabão.