3
1

BAD disponibiliza 1 milhão de dólares para minimizar má-nutrição no Bié

Taxa de prevalência nalgumas províncias do Sul ultrapassaram o linear da ONU. Para minimizar, o Banco Africano de Desenvolvimento doou, um milhão de dólares para província do Bié.

1
2
Redacção_E&M
Fotografia
:
DR
Redacção_E&M

O Banco Africano de Desenvolvimento (BAD) doou ao Estado angolano, por intermédio do Ministério das Finanças, um milhão de dólares, proveniente do Fundo de Emergência da referida instituição financeira.

A doação é destinada a atender situações de emergência nutricional na província do Bié, em dois municípios, Kuito e Nhareia, reforçando desta forma um programa do Governo em curso, de alimentação terapêutica e suplementar para as crianças entre os seis meses e os dois anos de idade.

Da parte do governo angolano, rubricou o acordo a ministra das Finanças, Vera Deves, que em poucas palavras referiu que a doação vai reduzir a insegurança alimentar nos dois municípios.

Por sua vez, o representante do BAD, em Angola, Joseph Ribeiro, disse que Angola pode sempre contar com o BAD, instituição que está sensibilizada como o que se passa no Sul do país.

Joseph Ribeiro entende que a má nutrição tem consequências graves no desenvolvimento humano, no presente e deixa consequências negativas as futuras gerações.

Segundo dados do Governo, na província do Bié, a prevalência da má-nutrição nas crianças ronda os 50%, segundo dados de 2018, ultrapassando o linear de 15%, o máximo recomendado pela Organização Mundial da Saúde (OMS). A revalidada é extensiva a muitas províncias do Sul do país.

Para Vera Devas, a doação é mais uma ajuda das muitas que o Governo recebe de várias instituições, incluindo a sociedade civil.

Presenciaram o acto a ministra da Saúde, Sílvia Lutucuta e diretores de diferentes sectores dos Ministérios das Finanças.

7