3
1
PATROCINADO

Bancários debatem em Luanda a ética e a deontologia profissional

Cláudio Gomes
28/5/2021
1
2
Foto:
DR

O Sindicato Nacional dos Empregados Bancários de Angola (SNEBA) realiza, hoje, sexta-feira, 28 de Maio, um debate sobre a ética e a deontologia profissional no sector bancário nacional.

Segundo uma nota a que a Economia & Mercado teve acesso esta semana, o evento enquadram-se nas jornadas comemorativas do seu 25º aniversário a assinalar-se no próximo dia 31 de Maio.

O evento que acontece em formato presencial e online (híbrido), subordina-se ao tema “a ética e deontologia profissional no sector bancário e as transformações no sector bancário a nível internac-ional, nacional e suas consequências nos postos de trabalho” e congrega, entre outros, representantes do Banco Nacional de Angola (BNA), de bancos comerciais, da Associação Angolana de Bancos (ABANC), directores dos departamentos do capital humano da banca.

Em função da condicionante imposta pelo contexto de pandemia, lê-se no documento, os bancários e demais interessados estarão habilitados a participar apresentando sua inquietações que deverão ser respondidas em tempo real.

O SNEBA informa na nota que paralelamente ao evento em referência, outros eventos serão real-izadas para assinalar o seu 25º aniversário, com o destaque para a realização de testagens de op-tometria gratuitas aos bancários e controle da pressão arterial e glicemia, bem como a distribuição de mascaras faciais e equipamento de biossegurança à uma escola pública, para apoiar o combate da pandemia de Covid-19.

O Sindicato Nacional dos Empregados Bancários de Angola – SNEBA, é uma associação de classe composta pelos trabalhadores que exercem a sua actividade profissional em instituições de crédito no território angolano.

O SNEBA orgulha-se de deter a distribuição territorial, através de Delegações estabelecidas em todas as capitais provinciais das 18 províncias que formam o território nacional, com a excepção da Província do Bengo.

O SNEBA é um Sindicato aberto e com filiação nas grandes centrais sindicais, tanto do âmbito nacional como internacional e estabelece relações profícuas com Sindicatos congéneres do espaço lusófono, nomeadamente, do Brasil, Cabo Verde, Moçambique, Portugal e São Tome e Príncipe. É membro da Confederação Mundial ”UNIGLOBAL sedeada na cidade de Genebra-Nyon (Suíça) e UNIAFRICA (Abidjan).