3
1

Bancos aprovam 13 novos projectos do PAC

Os bancos comerciais, que subscreveram o Programa de Governo de Apoio ao Crédito (PAC), aprovaram já o financiamento de 13 dos 89 projectos em análise, submetidos por empresários nacionais.

1
2
Redacção
Fotografia
:
DR
Redacção

Dos 13 projectos aprovados, sete estão ligados à agricultura e estão avaliados em 20,9 mil milhões de kwanzas serão financiados no âmbito do Programa de Apoio à Produção, Diversificação das Exportações e Substituição de Importações (PRODESI).

Dos sete projectos ligados ao sector da agricultura, três são da indústria e igual número para agro-pecuária.

A propósito das iniciativas inseridas no PAC, escreve a ANGOP, no início desta semana (18 de Novembro), começou o primeiro périplo de visitas aos projectos do sector privado, a decorrer nas províncias da região Centro e Sul do país, por equipas multissectoriais da Unidade Técnica de Coordenação do PRODESI (UTC-PRODESI), coordenadas pelo Secretário de Estado para a Economia.

Em relação a localização territorial dos referidos projectos, quatro estão situados na província do Cuanza Sul, três em Luanda e dois cada para as províncias de Malanje, Huíla e Zaire.

Estão em fase de avaliação 89 projectos na ordem de 229,7 mil milhões de kwanzas, nos bancos BIC, BAI, BMA,SBK, BCI BNI, BFA BCH.

O Banco BIC, com cinco, foi até agora a instituição financeira que mais projectos aprovou para financiar, seguindo-se o BCI com quatro, BAI com três e BMA com um projecto.

Aprovada pelo Decreto Presidencial 23/19 de 17 de Maio deste ano, a taxa juro prevista para o PAC não deve exceder os 7,5 por cento, cujo reembolso de mais da metade deste valor será regularizado pelo empresário depois da maturação do projecto.

O Programa de Apoio ao Crédito (PAC), que se insere no PRODESI,  é um instrumento que facilita o acesso ao crédito para os produtores  que queiram se dedicar à produção de bens da lista dos 54 produtos, com destaque para os da cesta básica  e outros,considerados essenciais.

Fazem parte dos 54 produtos embalagens de vidro, farinha de trigo, abacaxi, açúcar, água de mesa, feijão,ovos, óleo, cebola, sal, cimento, detergentes, fraldas descartáveis, milho, fuba de milho e de bombó, guardanapos, papel higiénico, rolos de papel para cozinha, leite, lixívia, mandioca, manga, massa alimentar, mel, entre tantos outros.

Esse projecto surge paramaterializar o Programa de Produção Nacional, Diversificação das Exportações eSubstituição de Exportações (Prodesi), criado pelo Executivo em 2018.

O PAC, que não estabelece limite de financiamento para cada projecto, estando dependente da especificidade de cada investimento, o empresário deverá suportar com 25 do valor a ser investido.

A previsão dos oitos bancos que aderiram ao projecto é disponibilizar até ao final deste ano 141 mil milhões de kwanzas. 

7