3
1

Bancos estrangeiros concentram 67% da dívida externa angolana

75% da dívida pública externa de Angola é comercial, o que significa que não é para gerar riqueza.

1
2
Fotografia
:
DR

O stock da dívida pública mostra que os bancos estrangeiros detêm 67% da dívida pública externa de Angola, que se divide entre títulos e obrigações. Por sua vez, as empresas estrangeiras controlam 8% (4 mil milhões de dólares) da nossa dívida externa.  

Além do dinheiro que o país deve aos bancos e às empresas estrangeiras, o Estado angolano tem também uma dívida de quase 13 mil milhões de dólares resultantes de Acordos Bilaterais e Multilaterais.

Recorde que Angola fechou o terceiro trimestre de 2021 com uma dívida externa de mais de 51 mil milhões de dólares, 1.593 dólares para cada angolano, como publicou recentemente a E&M. Sendo que os maiores credores de Angola, ou seja, aqueles em que o Estado pede mais empréstimos, são a China, a qual o país deve 21 mil milhões de dólares, o Reino Unido, com um crédito de cerca de 13 mil milhões de dólares, as organizações internacionais, como o FMI e Banco Mundial, as quais a dívida ultrapassa os 3,7 mil milhões de dólares, seguidos dos Estados Unidos da América, ao qual Angola acumulou uma dívida de pouco mais de 3 mil milhões de dólares.

Salta a vista, o facto de que 75% do total do dinheiro que Angola deve lá fora é comercial, o que significa que serviu para cobrir despesas correntes e não um endividamento para gerar riqueza no país.

7
Assine a Revista Digital - Economia & MercadoAssine a Revista Digital - Economia & Mercado