3
1

BNA e EMIS lançam novo meio de pagamento digital em Fevereiro

Redacção_E&M
1
2
Foto:
DR

Kwik é a plataforma de interoperabilidade do Sistema de Transferências Móveis e Instantâneas que vai permitir aos clientes de vários prestadores de serviços de pagamento fazer transacções entre si.

A plataforma Kwik vai trazer para o mercado de pagamentos operadores não bancários com vista a proporcionar soluções para a população não bancarizada, avançou Gualberto de Matos, Presidente da Comissão Executiva (PCE) da EMIS.

Gualberto de Matos, enquanto falava aos microfones da Radio Nacional de Angola, nesta quarta-feira (23), disse que está a ser desenvolvido um projecto, que passa pela criação de um novo instrumento de pagamento denominado Kwik. “O objectivo é justamente trazer para o mercado dos pagamentos operadores não bancários. A expectativa é que esses operadores não bancários tragam-nos soluções para a população não bancarizada, que é a maioria”, referiu.

O PCE frisou que, a partir de Janeiro ou Fevereiro, se dará início às primeiras transacções. “O sistema central está instalado, está tudo pronto. As coisas demoram um bocadinho, mas há sempre um princípio”.

Por sua vez, Rui de Oliveira, vice-governador do BNA, no seu discurso de abertura no âmbito do XI Fórum Economia e Finanças, promovido nesta semana pela ABANC, deixou patente que o Banco Central vem estudando e implementando tecnologias como a robótica e a inteligência artificial, como forma de tornar esses processos de negócio mais céleres, seguros e transparentes, bem como melhorar a sua função regulatória e de supervisão da actividade financeira e de sistemas de pagamentos. 

Apontou que um estudo do Banco Mundial concluiu que o uso de pagamentos móveis, que permitem aos usuários armazenar e transferir moeda electrónica, poupar e aceder ao crédito, contribuiu para o aumento do rendimento e redução da pobreza em vários países de África, sendo o caso do Quénia apontado como o que mais teve sucesso.

“Por essa razão”, vincou o vice-governador, “o Banco Central está focado na implementação do Kwik, a plataforma de interoperabilidade do Sistema de Transferências Móveis e Instantâneas, gerida pela EMIS que vai permitir aos clientes dos vários prestadores de serviços de pagamento fazer transacções entre si”, disse.