3
1

BNA encerra banco Prestígio e obriga o BCI a apresentar um plano de recapitalização em 30 dias

Domingos Amaro
1
2
Foto:
Carlos Aguiar

O Banco Nacional de Angola (BNA) encerrou as actividades do banco Prestígio ao anunciar, na tarde de hoje (30), a revogação da sua licença por motivo de insuficiência de capital social regulamentar.

Para além dos rácios de fundos próprios abaixo do mínimo exigido, segundo um comunicado divulgado no website do banco central, a que a E&M teve acesso, a revogação da referida licença foi também fundamentada pela ineficácia na implementação das medidas de intervenção correctiva, determinadas pela indisponibilidade accionista e a inexistência de soluções credíveis para a recapitalização do banco.

De acordo com o comunicado, ficam salvaguardados os interesses dos depositantes do banco Prestígio, no âmbito do sistema de garantia de depósitos.

O BNA aplicou também Medidas de Intervenção Correctiva ao Banco de Comércio e Indústria, por insuficiência de fundos próprios regulamentares e rácio de fundos próprios abaixo do mínimo regulamentar, de que resulta a obrigação de apresentar ao Banco Nacional de Angola, em 30 dias, um plano de recapitalização e reestruturação.

 Por fim, a entidade reguladora do sistema bancário nacional levantou a suspensão da participação Mercado Cambial imposta ao Finibanco Angola, uma vez que foram cumpridas na generalidade, as orientações relativas às políticas e aos procedimentos de verificação e controlo das operações cambiais.

Recorde que na semana passada, um Aviso do BNA fez saber do início do processo de dissolução do banco BAI Microfinanças, tal como noticiou a E&M. Deste modo, o mercado angolano passa a contar com 23 bancos autorizados a realizar operações no sistema bancário.