3
1

Cabo Ledo potencia desenvolvimento turístico regional

O pólo turístico de Cabo Ledo, situado no município da Quiçama, em Luanda, pode tornar-se na âncora do desenvolvimento turístico regional, afirmou esta semana, Jacob Moisés.

1
2
Redacção
Fotografia
:
DR
Redacção

O director-geral do projecto, avançou tal prognostico, ao fazer a apresentação do Plano de Requalificação do Pólo de Desenvolvimento Turístico de Cabo Ledo à comitiva liderada pelo vice-presidente da República, Bornito de Sousa, durante um encontro de auscultação às comunidades da Quiçama.

Segundo a Angop, Jacob Moisés disse que para atingir este objectivo são necessários três mil milhões de dólares, que servirão para alavancar o sector naquela circunscrição da capital do país, que segundo alguns potenciais investidores, "tem um grande valor turístico".

O responsável defendeu que o Estado deverá desembolsar,numa primeira fase, o referido montante para a construção de infra-estruturasbásicas na região, salientando que com a implantação do projecto, estariamgarantidos 13 mil empregos directos e indirectos e dois mil e 500 quartos,visando a captação de investimentos.

No acto, segundo refere a agência nacional de notícias, foi também apresentado o Plano Directório da Muxima, que visa o desenvolvimento urbanístico da vila e o combate às assimetrias.

O plano garantirá serviços essenciais básicos, a construção de um instituto politécnico, de bibliotecas e de recintos desportivos. Numa primeira fase, acrescenta a Angop, vai proporcionar água potável a 40% da população e energia a outros 70%.

Plano Directório da Muxima

O Plano Directório da Muxima contempla, igualmente, acções nos domínios da agricultura, pescas e da exploração de recursos.

Paralelamente, está em preparação o Plano de Requalificação do Santuário da Muxima e a construção de uma basílica, com mais de quatro mil lugares e uma praça para duzentos mil devotos.

O director do Gabinete de Obras Especiais, Leonel Cruz, disse que o espaço reservado para o santuário terá uma extensão de dez hectares. 

Terá captação directa de água a partir do Rio Kwanza e um sistema sustentado de energia solar, habitação para o clero e estruturas de apoio.

Espera-se que a requalificação da vila potencie o turismo religioso e náutico.

Ainda nesta semana, o vice-presidente da República, Bornito de Sousa, visitou a futura central térmica, um centro materno-infantil e uma escola, localizados na comuna de Cabo Ledo, além de ter visitado o Parque Nacional da Quiçama. 

7