3
1
PATROCINADO

Cabo Verde: Ministro dos Negócios Estrangeiros espanhol visita "parceiro de referência" em África

Victória Maviluka
18/6/2024
1
2
Foto:
DR

Espanha é o 1.º cliente e o 2.º fornecedor de Cabo Verde dentro da UE, além de ser o 3.º destino dos investimentos espanhóis na África subsaariana, com destaque para a pesca e o turismo.

José Manuel Albares, ministro dos Negócios Estrangeiros espanhol, visita, esta terça-feira, 18, Cabo Verde, para reforçar o compromisso de Espanha com um “parceiro de referência” no continente africano.

Na cidade da Praia, capital do arquipélago africano, o ministro dos Negócios Estrangeiros de Espanha tem prevista a realização de vários encontros, com destaque para a reunião com o homólogo Rui Soares.

A viagem de Albares ocorre dois meses depois de uma visita a Espanha do Presidente de Cabo Verde, José Maria Neves, durante a qual soube-se que o Governo de Madrid e os países da África Ocidental preparam uma cimeira para abordar temas como a segurança no Golfo da Guiné, migrações e apoio ao desenvolvimento da região.

“Cabo Verde é um parceiro de referência para Espanha nesta região de África em matéria de governação, Estado de direito e democracia, e ocupa um lugar estratégico por causa da sua posição em África e a sua proximidade com as ilhas Canárias”, afirmou, esta segunda-feira, 17, o Governo espanhol em comunicado citado pela Lusa.

Além de ser um compromisso de Espanha com o futuro económico de Cabo Verde e com as reformas desenhadas para favorecer a implantação da economia azul e aumentar a segurança, esta viagem visa “reforçar o compromisso de Espanha com África” e enquadra-se na “aposta de Espanha pelo desenvolvimento da África subsaariana e o Sahel”, segundo Madrid.

Espanha é o primeiro cliente e o segundo fornecedor de Cabo Verde dentro da União Europeia, além de ser o terceiro destino dos investimentos espanhóis na África subsaariana, com destaque para os sectores da pesca e do turismo.

Apelo à adesão a acordos

Nesta visita, o ministro dos Negócios Estrangeiros espanhol vai manifestar “o interesse das empresas espanholas em aumentarem a sua actividade” em Cabo Verde, assim como pedir ao Governo da Praia a adesão à Aliança Internacional contra a Seca promovida por Espanha, à Associação Internacional de Dessalinização (IDRA) e à rede LGBTI (lésbicas, gays, transexuais, bissexuais e intersexuais).

Segundo a nota do Governo espanhol a que a Lusa teve acesso, a cooperação espanhola com Cabo Verde prevê mais de 10 milhões de euros para o período 2021-2024.

Em paralelo, “Espanha e Cabo Verde partilham pontos de vista na política internacional”, nomeadamente em relação à Ucrânia e ao conflito em Gaza, destacou ainda o Governo de Madrid.