3
1

Cometa ‘promete’ maior autonomia e segurança nas vendas online

Plataforma electrónica, criada por uma empresa angolana, permite ao utilizador criar de forma “segura” e “autónoma”, a sua própria loja online.

1
2
António Nogueira
António Nogueira

Cometa é a designação de uma das mais recentes pataformas de comércio electrónico, recentemente lançada no mercado nacional, que, de entre outras funcionalidades, permite fundamentalmente a criação e gestão de uma loja virtual, que confere autonomia ao empreendedor.

Criada por um grupo de jovens angolanos, esta nova solução tecnológica tem estado sobretudo a ganhar terreno no mercado desde o surgimento da pandemia do novo coronavírus, no mundo, em particular em Angola, por culpa das restrições impostas pela própria doença à sociedade.

De acordo com os dados disponibilizados num comunicado distribuído pela Select Services, empresa que desenvolveu o Cometa, uma das maiores valências desta plataforma reside no facto de ela permitir ao utilizador criar, de forma autónoma, a sua própria loja online sem necessidade de dividir os seus ganhos com o comerciante de origem do produto vendido, como frequentemente acontece com a maior parte das plataformas e-commerce.

O documento salienta que a perda do poder de compra das famílias angolanas, agora agravada com o eclodir da Covid-19, abriu caminhos para o empreendedorismo digital, que de forma tímida marcava os primeiros passos em Angola.

“Desde finais de 2019, após o surgimento da pandemia da Covid-19, a comercialização de bens e serviços através das redes sociais com destaque para o Facebook, Instagram e WhatsApp, tem contribuído no fomento do auto-emprego para os jovens”, lê-se no comunicado, que sublinha que o e-commerce posiciona-se, actualmente, como uma verdadeira “porta de escape” ao desemprego, fomentando assim o auto-emprego.  

O sucesso destas iniciativas, relata o documento da Select Services, podem crescer vertiginosamente, caso se verifique uma maior aposta nas plataformas originalmente criadas para o comércio electrónico, soluções que garantem maior alcance e segurança nas vendas.  

Neste sentido, o director-geral da empresa garantiu que já é possível criar e gerir uma loja na Internet através de um telemóvel, um tablet ou um PC comum, suportados por plataformas digitais criados em Angola.

“Existem muitas soluções digitais que podem ajudar os jovens a criarem e gerir os seus próprios negócios”, assegurou Lizandro Chissupa, apontando, como exemplo, a Cometa, a mais recente plataforma electrónica criada pela empresa que dirige.

No seu entender, a rentabilidade dos negócios feitos com recurso ao Facebook, Instagram e WhatsApp, passa, essencialmente, pela capacidade de optimização dos custos, da gestão de stock, produção de informações estatísticas relacionadas com o negócio, factores disponíveis nas plataformas electrónicas ou lojas virtuais, que permitem pagamentos seguros.  

A Select Services é uma empresa de direito angolano, que há mais de oito anos actua na prestação de serviços tecnológicos na área de desenvolvimento de softwares, consultoria de T.I e programação de aplicativos. A empresa conta com uma equipa de gestão e desenvolvimento constituída por profissionais formados em Angola, África do Sul, Portugal e Rússia.

7
Assine a Revista Digital - Economia & MercadoAssine a Revista Digital - Economia & Mercado