3
1

Crédito a produção nacional próximo da meta

O volume de empréstimos concedido pela banca para aceleração da produção local ascendeu, em Janeiro, a 184,22 mil milhões de kwanzas, representando 93,42% do total de 197,20 mil milhões preconizado.

1
2
José Zangui
Fotografia
:
DR
José Zangui

A informação consta da página oficial do Banco Nacional de Angola (BNA), que publicou números da evolução do crédito baseado no Aviso emitido em Abril do ano passado.

De acordo com o BNA, o volume de empréstimos concedido pela banca, ao abrigo do Aviso 10/2020, com vista a aceleração da produção nacional ascendeu, em Janeiro, a 184,22 mil milhões de kwanzas, o que representa 93,42% do total de 197,20 mil milhões preconizado até Abril deste ano pelo Banco Nacional de Angola (BNA).

O Aviso emitido em Abril do ano passado, obriga os operadores bancários a emprestarem 2,5%  do activo líquido a favor de projectos ligados à produção nacional.

Em Abril, do ano passado, segundo o comunicado, foram desembolsados oito novos créditos,  avaliados em 41,22 mil milhões de kwanzas, um acréscimo de 28,83% sobre o valor contado até ao mês de Dezembro.

De acordo ainda com o documento,  no primeiro mês de 2021, ficaram pendentes 65 solicitações de crédito, que representam 133,37 mil milhões de kwanzas, sendo que, naquele mês, registaram -se nove novos pedidos pendentes,  avaliados em 17,73 mil milhões de kwanzas.

No cômputo geral,  100 créditos foram desembolsados ao abrigo do Aviso 10/2020, envolvendo os bancos de Fomento Angola (BFA), Standard Bank Angola (SBA), Negócios Internacional (BNI), Keve e Yetu. Contam -se, ainda, os bancos de Investimento Rural (BIR), Caixa Geral de Angola (BCGA), Finibanco (FNB), Valor (BVB) e BAI Microfinanças.

7
Assine a Revista Digital - Economia & MercadoAssine a Revista Digital - Economia & Mercado