3
1

Delegação das Finanças avalia medidas de combate à seca

Uma delegação do Ministério das Finanças, encabeçada por Archer Mangueira, avaliou esta semana, no Cunene, a execução financeira do plano de emergências para acudir a situação de seca.

1
2
Redacção
Fotografia
:
DR
Redacção

Segundo o Jornal de Angola (JA), o Governo Central disponibilizou para província uma dotação financeira extraordinária de 3,9 mil milhões de kwanzas e está com uma execução de 37% materializados, no que diz respeito a aquisição de meios para acudir a situação em todos os municípios.

“Pretendemos aumentar a capacidade de transporte, armazenamento e distribuição de água para a população”, disse o governador provincial do Cunene, Vigílio Tyova.

Segundo o ministro das Finanças, Archer Mangueira, o objectivo principal da referida missão está relacionada com a avaliação das medidas que têm sido tomadas desde a visita efectuada pelo Presidente da República, João Lourenço no sentido de conceder um suporte ao Governo da Província do Cunene.

“A emergência obriga a que nos engajemos todos, administração local e administração central, com o objectivo de mitigarmos o efeito devastador da seca junto da população e do gado”, disse o chefe da delegação.

Ainda na sequência da sua estadia na província, o ministro das Finanças teve um encontro com o conselho de governação da província onde estiveram directores e delegados provinciais, administradores municipais que abordaram vários projectos públicos em curso no Cunene. No encontro foram igualmente presentes alguns esclarecimentos sobre o novo regime financeiro local, que se encontra numa fase embrionária, visando avançar a descentralização financeira e assim preparar o figurino para as autarquias no médio-prazo.

7