3
1
PATROCINADO

Depois do cimento, petróleo e açúcar, homem mais rico de África prepara entrada no mercado de aço

Sebastião Garricha
14/6/2024
1
2
Foto:
DR

Segundo a imprensa nigeriana, o Grupo Dangote já havia anunciado este plano em 2022, com intenções de investir significativamente no sector siderúrgico.

O nigeriano Aliko Dangote, considerado o homem mais rico do continente africano, fundador do Grupo Dangote, revela planos para estabelecer uma ambiciosa empresa de produção de aço.

Segundo a imprensa nigeriana, trata-se de um plano já anunciado em 2022, quando o Grupo Dangote revelou intenções de investir significativamente no sector siderúrgico, reforçado na quarta-feira, 12, por ocasião das Reuniões Anuais do Afreximbank (AAN, na sigla em inglês) e no Fórum de Comércio e Investimento AfriCaribbean, em Nassau, centro comercial das Bahamas.

“Queremos ter certeza de que cada aço que usamos virá da Nigéria. O que continuo dizendo às pessoas é que, olhem, nós, como africanos, por favor, não se deixem enganar, nenhum estrangeiro pode vir e tornar o seu continente grande. devem ser os investidores nacionais, porque o investimento interno é o que realmente atrai o investimento estrangeiro ”, afirmou.

Além disso, o bilionário nigeriano, de 66 anos, cuja riqueza deriva principalmente da sua participação maioritária de 85,2% na Dangote Ciment, o maior produtor de cimento da África Subsaariana, reiterou a meta do conglomerado de obter receitas superiores a 30 mil milhões de dólares e de estar entre as 120 maiores empresas a nível mundial até ao final de 2024.

Há poucos dias, de acordo com a imprensa nigeriana, Dangote inaugurou uma nova fábrica de montagem de caminhões no estado de Lagos. Na ocasião, sublinhou que a Dangote Sinotruk West Africa Ltd (DSWAL) pretende atingir 60% de conteúdo local assim que a Ajaokuta Steel Company da Nigéria se tornar operacional, alinhando-se com os seus movimentos estratégicos na indústria siderúrgica.

A refinaria Dangote, com estimados 650.000 barris produzidos por dia, supera as 10 maiores instalações de refinação da Europa e é vista como uma força transformadora no sector energético do continente.

Dados da Business Insider dizem que a Dangote Ciment, em Janeiro, ultrapassou a capitalização de mercado de 10 trilhões de nairas, tornando-se a primeira empresa nigeriana a atingir o marco.

A sua influência estende-se a sectores como o açúcar, o sal, os fertilizantes, os alimentos embalados e a recentemente inaugurada refinaria de petróleo de 19 mil milhões de dólares, actualmente a maior de África.