1

Duzentos alunos informados sobre Educação Financeira

O Standard Bank de Angola sensibilizou, recentemente, em Luanda, mais de 200 alunos de escolas públicas e privadas sobre Educação Financeira.

1
2
Cláudio Gomes
Fotografia
:
DR
Cláudio Gomes

Segundo a nota de imprensa chegada à redacção da E&M, os alunos foram informados sobre como administração do dinheiro, a diferença entre necessidade e o desejo, impacto do excesso de dívidas, a importância de poupar.

Realizada no âmbito da Feira do Investidor, promovida pela Comissão de Mercados de Capitais (CMC), a palestra teve como objectivo a promoção da informação financeira entre a população com destaque para alunos do Iº e IIº Ciclos dos Ensino normal.

Neste sentido, a directora de Vendas e Serviço da banca de particulares e empresas do Standard Bank de Angola, Cláudia Viana disse que “a Educação financeira é um tema pouco abordado nas escolas”, salientando que “é importante que desde muito cedo os jovens aprendam a importância de poupar”. Prosseguindo, a palestrante salientou a importância de se estender esta iniciativa às escolas “desde muito cedo”.

É importante que os jovens aprendam a poupar, mas se não tiverem também alguma informação não saberão como agir. É louvada esta iniciativa e que não seja dado apenas em palestras, mas que seja implementado no programa escolar

Por outro lado, os alunos presentes no auditório da Mediateca 28 de Agosto que estiveram “de olhos atentos e ouvidos à escuta”, afirmaram que o evento foi proveitosa.

“ Sinto-me feliz por estar presente nesta palestra, pois pude aprender muito sobre como gerir o meu dinheiro e também sobre a importância de poupar, isto influenciará daqui para frente na minha gestão e no meu planeamento para o futuro” admitiu a estudante do IMEL, Paula Bravo.

O programa da Educação financeira, lê-se no documento, é um projecto que começa a dar os primeiros passos no Standard Bank de Angola e foi estendido para a Feira sobre Literacia Financeira, promovida pela Comissão de Mercado de Capitais.

De acordo com a direcção desta instituição financeira, oobjectivo “é tornar esta iniciativa mais abrangente, nomeadamente em escolas eempresas”.

Sobre o Standard Bank de Angola

Com uma rede comercial composta por 18 Agências, 3 Centros de Empresa, 3 Postos de Atendimento e 2 Suites Private, o Banco encontra-se adequadamente posicionado no território angolano, nomeadamente nas províncias de Cabinda, Luanda, Cuanza Sul, Benguela, Huíla, Huambo e Namibe. Contando deste modo, com uma distribuição de 26 canais físicos espalhados por 7Províncias.

7