3
1

EKA nega desmantelamento da fábrica do Dondo

O director financeiro da cervejeira EKA, no Dondo, província do Kwanza-Norte, negou, esta semana, haver um plano de desmantelamento da unidade fabril.

1
2
José Zangui
Fotografia
:
DR
José Zangui

O director financeiro da cervejeira EKA, no Dondo, província do Kwanza-Norte, negou, esta semana, haver um plano de desmantelamento da unidade fabril.

Antigos trabalhadores da cervejeira EKA afirmam que a fábrica está ser desmantelada, sendo os equipamentos transferidos para Luanda. Entretanto, em entrevista à Angop, Sandro Hernani de Almeida, explicou que o que está a ocorrer é um procedimento normal de transferência de peças de reposição, que se encontravam em stock nesta fábrica, para acudir situações de avarias em outras unidades de produção do grupo Castel, devido à demora no processo de importação de sobressalentes.

O gestor esclareceu que, normalmente, esse material é retirado da primeira linha de enchimento, desactivada em Junho de 2019, devido ao estado obsoleto do equipamento, que já não oferece perspectiva de retomar as suas operações.

Disse que esta operação permite deixar intactas as máquinas da segunda linha de enchimento, com um sistema automatizado, instalado no quadro do processo de modernização da unidade fabril, ocorrido entre 2005 e 2008, num investimento de 30 milhões de dólares.

“Não há desactivação de máquinas na EKA. O que existe é uma plataforma de intercâmbio tecnológico e de matérias-primas, entre as empresas do grupo, que permite a uma unidade dispensar materiais em socorro de uma outra”, disse.

De recordar que a cervejeira EKA suspendeu a produção em Junho deste ano, devido ao aumento dos custos operacionais. A empresa foi transformada, posteriormente, em entreposto comercial dos produtos do Grupo Castel, como as marcas de cerveja Soba Catumbela, Cuca, 33, Nocal e Cobeje.

Com esse processo, a EKA passou a ser produzida apenas na unidade de produção do Bom Jesus, em Luanda. A paralisação da fábrica do Dondo levou ao desemprego 147 trabalhadores dos 170 que a unidade fabril empregava.

7
Assine a Revista Digital - Economia & MercadoAssine a Revista Digital - Economia & Mercado