3
1

Empreendedores recebem microcréditos

Foram concedidos um total de 399 milhões de kwanzas para apoiar 485 projectos submetidos por micro-empreendedores das províncias de Luanda, Namibe e Huambo, de acordo com um comunicado do BNI.

1
2
Cláudio Gomes
Fotografia
:
DR
Cláudio Gomes

Segundo o documento, recepcionado, ontem, segunda-feira, 11, pela Economia & Mercado, o montante foi disponibilizado para apoiar iniciativas económicas no âmbito da linha de crédito do Fundo Activo de Capital de Risco Angolano (FACRA), que dispõe de cerca de 4 mil milhões de kwanza.

A actividade agrícola e piscatória, incluindo o processamento e conservação de pescado, e a reciclagem de resíduos sólidos, foram as que mais se destacaram durante o ano de 2020 no que a cedência dos financiamentos se refere, onde as províncias do Huambo, Luanda e Namibe, foram as que mais absolveram financiamentos.

O microcrédito disponibilizado através da linha de financiamento do FACRA, entre outras, está disponível apenas para os cidadãos que disponham de uma conta bancária devidamente actualizada.

Com efeito, o BNI, enquanto parcerio da Facilcred, sociedade angolana de micro-créditos (operadora dos financiamento), providenciou a facilitação na abertura célere de contas.

A referida linha de crédito, conforme descreve o documento, destina-se a apoiar projectos de longo prazo que permitam a transformação de projectos das micro, pequenas e médias empresas (MPME), bem como de micro-empreendedores, em negócios rentáveis.

7
Assine a Revista Digital - Economia & MercadoAssine a Revista Digital - Economia & Mercado