3
1

FAO reitera reforço da estratégia de fomento do agronegócio

A representante da Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO) em Angola, Gherda Barreto, reafirmou esta semana o reforço do fomento do empreendedorismo juvenil.

1
2
Redacção
Fotografia
:
DR
Redacção

A responsável reiterou que o reforço é voltado às iniciativas de agronegócio no país, visando a geração de postos de trabalho.

A dirigente que falava durante uma visita de avaliação dos trabalhos desenvolvidos pelas escolas de campo de agricultores da comuna de Cambaxe, município de Malanje, tendo em vista apróxima época agrícola (2019/2020), cujo lançamento oficial acontece no dia 16 deste mês, em Malanje.

Paralelamente ao agronegócio, escreve a ANGOP, Gherda Barreto enfatizou os planos de apoio à cadeia de valor dosector agrícola, com enfoque para a melhoria da gestão integrada do processo de comercialização dos produtos do campo para os grandes centros de consumo, bem como a expansão das escolas de campo.

Neste aspecto, a responsável recordou que 80% da produção agrícola do país provém das famílias, daí a necessidade de estender-se este segmento produtivo em Malanje, por ser uma das regiões do país com potencial para tal, com realce para o cultivo da mandioca, milho e feijão, o que implica, igualmente, o melhor aproveitamento das áreas agricultáveis.

Por outro lado, a fonte destacou a organização das escolas de campo ao nível da região, na melhoria das práticas agrícolas e gestão dos recursos financeiros, que têm possibilitado a suasubsistência e alargamento da área de produção.

Para além de visitar as escolas de campo agrícola, a representante da FAO em Angola manteve encontros com o vice-governador de Malanje para o sector político, económico e social, Domingos Eduardo, com técnicos da FAO da província e do Gabinete Provincial da Agricultura, Pecuária e Pesca.

A província de Malanje conta com 548 escolas de campo, nas quais estão integradas cerca de 15 mil famílias.

7