3
1

FMI desembolsa mil milhões USD para Angola

A ajuda financeira foi dada ao abrigo da Linha de Financiamento Ampliada que permite o desembolso de mais mil milhões de dólares, perfazendo cerca de 2,5 mil milhões já entregues.

1
2
António Nogueira
Fotografia
:
DR
António Nogueira

O Fundo Monetário Internacional (FMI) aprovou, na quarta-feira, 16, o pedido de Angola para o aumento da assistência financeira, tendo desembolsado, de imediato, mil milhões de kwanzas, anunciou a instituição, em comunicado, referindo que com esta medida eleva-se o total do programa de assistência para quase 4,5 mil milhões de dólares.

Esta terceira “avaliação positiva” da ajuda financeira é dada ao abrigo da Linha de Financiamento Ampliada (Extended Fund Facility, no original em inglês), esclarece o FMI.

O programa permite o desembolso de mais mil milhões de dólares, perfazendo cerca de 2,5 mil milhões de dólares já entregues desde a assinatura do acordo, a 7 de Dezembro de 2018.

O acordo visa "restaurar a sustentabilidade externa e orçamental, melhorar a governação e diversificar a economia, para promover o crescimento económico sustentável, liderado pelo sector privado", explica o FMI.

"A decisão do conselho de administração permite um desembolso imediato de mil milhões de dólares para Angola e um aumento de cerca de 765 milhões de dólares até ao fim do programa", para quase 4,5 mil milhões de dólares, sublinha.

O FMI refere, por outro lado, que "a economia de Angola foi duramente atingida por um choque multifacetado com origem na pandemia da Covid-19 e no declínio dos preços do petróleo".

Nessa perspectiva, aplaude as medidas atempadas adoptadas pelas autoridades do país, para lidar com os desafios, sublinhando que "continuam firmemente empenhadas no cumprimento do programa, acrescentando que este programa "tem sido implementado de forma geralmente satisfatória", pelas autoridades angolanas.

7
Assine a Revista Digital - Economia & MercadoAssine a Revista Digital - Economia & Mercado