3
1

FMI também prevê crescimento económico para Angola, mas é mais ambicioso que o Executivo

Redacção_E&M
1
2
Foto:
DR

Relatório de Outubro do Fundo Monetário Internacional também aponta para crescimento económico da economia angolana, mas tem mais 0,3 (p.p) que a previsão do Executivo que aponta para os 2,7%

Para Angola, o FMI aponta para um crescimento 3% do PIB em 2022 subindo para 3,3% em 2023, sendo bastante mais optimista para o ano 2024 em que prevê crescimento de 3,8% e 4% em 2025.

Os dados daquela instituição financeira internacional estão separados em 0,3 (p.p) das previsões do governo que recentemente, por via do ministro de Estado e da Coordenação Económica, Manuel Nunes Júnior, apontou para um crescimento de 2,7%.

Mas há países que terão, na visão do FMI um crescimento ainda maior em 2022 e 2023, como são os casos do Senegal que cresce 5% em 2022 e quase 10% em 2023, bem como, o Níger que cresce 6,9% em 2022 e um pouco mais de 7% em 2023.

Mas nem tudo são coisas positivas, já que, conforme o mesmo relatório, o FMI adverte para o risco da inflação e um decréscimo do crescimento económico em todo mundo, apontando para África subsaariana um crescimento de 3,6% para 2022, contrastando com os 4,7% de 2021 e os 3,7%  de 2023.