3
1

Fórum debate intervenção social nas comunidades

A The Bridge Global, empresa gestora de projectos de responsabilidade social, realizou, recentemente, em Luanda, o 3º Fórum de Responsabilidade Social e Cidadania que contou com 230 participantes.

1
2
Redacção
Fotografia
:
DR
Redacção

O referido evento foi, particularmente, dedicado à apresentação da Rede Angolana de Responsabilidade Social Empresarial – RARSE que, entre outras acções, vai promover a implementação de projectos de Responsabilidade Social em beneficio das diferentes comunidades em Angola.

As discussões tiveram como epicentro os 17 Objectivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), enquadrados na Agenda Universal das Nações Unidas, cuja revolução entrou em vigor em Janeiro de 2016, com o título “Transformar o NossoMundo: Agenda 2030 de Desenvolvimento Sustentável”.

Para muitos participantes, as acções de responsabilidade social devem basear-se em medidas que visam o cumprimento dos ODS, considerando que os mesmos apresentam, de forma “equilibra”, o desenvolvimento social, económico e ambiental dos países, além de serem “integrados e indivisíveis”.

Os presentes defenderam, ainda, a necessidade se melhorar a qualidade dos projectos de responsabilidade social, optimizar os custos, promover a cultura da transparência no que se refere a prestação de contas e aplicação dos financioamentos.

O evento que contou com as presenças de várias individualidades do Governo com destaque para a ministra da Educação, Cândida Teixeira, e a ministra da Acção Social, Família e Promoção da Mulheres, Faustina Alves, permitiu a reflexão sobre a necessidade das entidades privadas juntarem-se às iniciativas até aqui levadas a cabo pelo Governo na prossecução de resultados palpáveis e impactantes.

Participaram do fórum gestores, empresários, classe política, artística, responsáveis por ONG e sociedade civil, com o objectivo de alertar os organismos para o seu papel no cumprimento dos 17 Objectivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS).

O evento contou com mais de100 representantes de empresas privadas e públicas,15 ONG, além da cobertura de 19 meios de comunicação social. O acto de abertura do fórum esteve sobre a responsabilidade da ministra da Educação, Cândida Teixeira, enquanto que o encerramento do mesmo coubeu à titular da pasta da Acção Social.

7