1

Fórum debate qualidade da habitação

Colher contributos para a melhoria da qualidade da habitação nas zonas urbanas e rurais de Angola é um dos objectivos do Fórum Urbano Nacional, que decorrerá de 30 a 31 deste mês, em Luanda.

1
2
Cláudio Gomes
Fotografia
:
DR
Cláudio Gomes

O evento que se enquadra no “Outubro Urbano”, realiza-se sob o lema “Nova Agenda e a Reforma do Estado”, e acontece sobre a iniciativa do Ministério do Ordenamento do Território e Habitação.

Durante o fórum vai-se analisar como devem ser as cidades angolanas, a melhoria dos níveis de habitabilidade, mobilidade urbana, sustentabilidade, resiliência, entre outros assuntos.

De acordo com a directora do Gabinete de Intercâmbio daquele órgão Ministerial, Ana Pereira, o lema do certame foi acolhido tendo em conta o plano de governação, que estabelece a descentralização gradual, com a implementação das autarquias. Continuando, Ana Pereira referiu que os temas mencionados espelham a realidade do país.

No evento serão ainda discutidos temas como a “Importância do Planeamento Biofísico na Gestão Territorial”, “Habitação Condigna Acessível para Todos”, “A Terra como Factor de Inclusão Social e Económico no Actual Contexto Político e Administrativo de Angola”, “Urbanizar para Melhorar as Condições de Habitabilidade”, bem como a “Experiência Internacional Implementando a Nova Agenda Urbana”.

Para a chefe do Escritório da UN-Habitat em Angola, Ana Bragança, o “Outubro Urbano” surge na sequência do fórum político de alto nível realizado em Nova Iorque, que analisou a revisão dos objectivos sustentáveis, relacionados com a construção de cidades resilientes e sustentáveis. 

A responsável salientou também, que as cidades, com destaque para as de Angola, devem ser construídas com base na equação da resiliência de modo a prevenir calamidades naturais que venham surgir como consequência das alterações climáticas.

7