3
1

Governo “pisca” olhos a potenciais investidores do sector minério

O presidente da República, João Manuel Gonçalves Lourenço, lançou, esta quarta-feira, um repto a iniciativa privada nacional e estrangeira para investirem no sector minério visando arrecadar receitas.

1
2
Redacção_E&M
Fotografia
:
DR
Redacção_E&M

Ao discursar na abertura da “Conferência e Exposição Internacional sobre o Sector Mineiro Angolano”, o Chefe de Estado, sublinhou que, entre os beneficiários da melhoria da arrecadação destas receitas estão o Estado e as empresas produtoras.

João Lourenço reconheceu melhoria na arrecadação das receitas de diamantes, como resultado da introdução da nova política de comercialização deste minério, em Junho de 2018, porém, quer ver mais investimentos nos diferentes sub-sectores minérios.

Assinalou que a introdução da nova política de comercialização de diamantes colocou fim ao monopólio antes existente nesta actividade e perspetivou a criação em Angola de uma bolsa de comercialização de diamantes nos próximos tempos.

A Sodiam anunciou, para breve, o segundo leilão de sete pedras especiais que formam um total de 210, 66 quilates e outros  dois lotes da mesma  mina  com um peso de 127,691 quilates  e 127,692, respectivamente.

As pedras  foram exibidas, em fotografia, na  referida conferência  internacional. O leilão, que vai decorrer até o dia  06 de Dezembro.

De acordo com o presidente do Conselho de Administração da Sodiam, Eugénio Bravo, empresas  de países  como  India,  Dubai,  Bélgica,  Africa doSul  e Israel estão  entre outras já inscritas  no sistema da  Sodiam.

Segundo o ministério dos Recursos Minerais e Petróleos, Diamantino Azevedo, com a realização da conferência pretendeu-se contribuir para o aumento do número de investidores no sector minério em Angola, o evento permitiu ainda aos participantes tomarem conhecimento da política, da estratégia e do quadro legal do sector mineiro em Angola, bem como o processo da sua restruturação, assim como aconteceu com o sector dos petróleos.

No primeiro, dos dois programados para a Conferência e Exposição Internacional sobre o Sector Mineiro Angolano”, a Endiama e a Sodiam apresentaram o projecto denominado “Polo de Desenvolvimento Diamantífero de Saurimo”, na Lunda Sul que albergará as infra-estruturas técnicas e administrativas de suporte a essa actividade.

O projecto, de acordo como Presidente do Conselho de Administração da Endiama, José Manuel Ganga Júnior, visa reunir no mesmo local empresas nacionais e estrangeiras interessadas em acrescentar valor aos diamantes angolanos e  criar mais empregos no país.

Audiência com gestores

Depois de discursar e visitar a exposição, o Presidente da República, aproveitou o momento para receber em audiências, separadas, os presidentes dos conselhos de administração do sector mineiro, entre os quais Ganga Junior, da Endiama, Benedito Paulo, do projecto minério de Catoca, Alexander Gorlov, da Alrosa, bem como o investidor Tosyaly, que assinou um contrato de investimento para exploração de ferro e a construção de uma fábrica de aço na província do Namibe.

A fábrica de aço do Namibe terá uma capacidade de produzir 4 milhões de toneladas de ferro por ano, o que servirá não apenas para o mercado nacional mas também para importação.

O fórum é uma organização conjunta do Ministério dos Recursos Minerais e Petróleos e da empresa britânica AME Trade Ltda.

7