3
1

Investimento da Huawei beneficiará mais de 500 estudantes

Com a construção de um Centro de Inovação e Formação, no Talatona, em Luanda, a Huawei pretende formar, a partir de 2022, mais de 500 estudantes angolanos.

1
2
Fotografia
:
DR

A multinacional chinesa de telecomunicações, que opera há quase 20 anos, informou, esta semana, em nota distribuída à imprensa, que já investiu no referido projecto de formação, mais de 60 milhões de dólares.

A Huawei reafirmou, na nota produzida no final da 17ª Reunião Anual de Analistas Globais da empresa, que decorreu de 18 a 20 de Maio, o compromisso de continuar a investir e disponibilizar os seus serviços aos clientes espalhados pelo mundo.

A nota citada refere também que a empresa vê com preocupação as recentes restrições impostas pelo Governo Americano que ordenou, a 16 deste mês, que as empresas estrangeiras que usem o equipamentos para o fabrico de componentes tecnológicos nos EUA, sejam obrigadas a obter licença no país, antes de os fornecer à Huawei. A empresa considera ser esta uma decisão "unilateral e arbitrária".

Na perspectiva da multinacional, a decisão coloca em causa toda a cadeia global de produção e distribuição tecnológica, facto que preocupa a estrutura acionista e administrativa da empresa.

Segundo o comunicado que temos vindo a citar, esta decisão da administração dos EUA "vai afectar os serviços de telecomunicação de mais de três mil milhões de pessoas, que usam produtos e serviços da Huawei em todo o mundo".

A empresa chinesa entende que, a longo prazo, a medida "prejudicará a confiança e a colaboração no mercado global de semicondutores, da qual muitos sectores dependem".

"Apesar de passar a estar submetida a duras restrições, a Huawei manifesta o seu compromisso de investir mais, continuar a disponibilizar mais serviços aos seus clientes, mantendo-se aberta a cooperar com fornecedores e parceiros em todo mundo", referiu a multinacional em nota de imprensa.

Fundada em 1987, por Ren Zhengfei, a Huawei é actualmenteavaliada em USD 858.8 mil milhões, estando presente em 170 países.

Conta com uma força de trabalho de 180.000 trabalhadores. Ao longo dos 20 anos, a empresa tem prestado serviços nas áreas de sistemas e equipamentos tecnológicos para os sectores público e privado.

7