3
1

Kept People quer mostrar pistas de acção no pós-pandemia das empresas angolanas

Até final de Junho, o relatório do estudo “Trabalho no Pós-Pandemia: pistas de acção para um futuro melhor” estará livremente disponível para todos os Directores de Recursos Humanos em Angola.

1
2
Fotografia
:
DR

Arrancou hoje, 11 de Maio, o trabalho de campo sobre o estudo dos efeitos do período pandémico no futuro da organização das empresas e no mercado de trabalho.

A iniciativa está a ser conduzida pela empresa especializada em consultadoria em Capital Humano, Kept People, e contará com a mobilização dos responsáveis pela Gestão de Capital Humano em Angola.

O estudo que irá debruçar-se sobre o mercado angolano intitula-se “Trabalho no Pós-Pandemia: pistas de acção para um futuro melhor”.

Com este estudo, Angola será um dos primeiros países do Continente africano a produzir conhecimento técnico e cientificamente suportado para agir sobre as consequências das alterações a que as organizações foram forçadas por via da pandemia do Covid-19.

Segundo a Founder e Managing Partner da Kept People, Catarina Patrão, esta iniciativa enquadra-se no âmbito do exercício da Responsabilidade Social da empresa, com o apoio de várias outras instituições, com destaques para a Angonabeiro, Cimangola, Embalvidro, Unitel e Standard Bank.

Neste contexto, José Carlos Lourenço, Associated Partner da Kept People, lança o apelo a todos os Directores de Capital Humano em Angola. “Nas vossas empresas, precisamos que nos ajudem a informar os colaboradores da iniciativa e que façam apelo à participação no estudo. Falem connosco, queremos trabalhar juntos e tirarmos o melhor partido do conhecimento que irá ser gerado".

7
Assine a Revista Digital - Economia & MercadoAssine a Revista Digital - Economia & Mercado