1

Médicos espanhóis operam pacientes com cataratas

Estão previstas mais de 1000 consultas de oftamogias e 250 intervenções cirúrgicas gratuitas que serão feitas pela expedição médica da Fundação Elena Barraquer, no Hospital Geral de Luanda.

1
2
Cláudio Gomes
Fotografia
:
DR
Cláudio Gomes

Segundo a nota de imprensa, as consultas e as cirurgias começaram no domingo (7 de Outubro) e decorrem até o sábado (13 de Outubro), em resultado do esforço conjunto entre a Oshen Healthcare e ABO Capital, em parceria com o Governo Provincial de Luanda (GPL).

Desde o inicio destas consultas que o Hospital Geral de Luanda regista a presença massiva de pacientes que procuram resolver problemas relacionados com a saúde visual e que   levou os especialistas a atenderem 150 pessoas apenas no primeiro dia de consultas.

Em Angola pela quarta vez, a responsável da fundação, a médica Elena Barraquer disse que “estão inscritos mais de mil pacientes, que vão ser atendidos ao longo desta semana” e que muitas pessoas convivem com cataratas e chegam a perder a visão total por falta de intervenção médica.

Segundo esta especialista o acompanhamento aos pacientes que forem operados durante este período (acompanhamento pós-cirúrgico), será assegurado por médicos angolano.

Com efeito, a responsável referiu que diariamente serão atendidos 50 a 55 pessoas.

A primeira campanha desta fundação em Angola teve lugar em2014 no Hospital Josina Machel, no ano seguinte, decorreu a segunda, noInstituto Oftalmológico de Luanda, em quanto que a terceira aconteceu em 2016,na província do Namibe.  

Durante as três campanhas estiveram envolvidos 38médicos voluntários, liderados por Elena Barraquer, realizaram 4.300 consultas e 1.073 cirurgias a catarata.

7