3
1
PATROCINADO

Migração pode ‘arrancar’ 900 milionários da Nigéria e África do Sul em 2024

Sebastião Garricha
20/6/2024
1
2
Foto:
DR

Para a Nigéria, o número de HNWIs que vivem no país diminuiu drasticamente em 45% durante a última década, tornando-a no mercado com pior desempenho em África.

Segundo previsão de um relatório da Henley & Partners, a África do Sul e a Nigéria poderão perder, em 2024, cerca de 900 milionários devido à emigração.

De acordo com o documento, prevê-se que cerca de 128 mil milionários do mundo migrem para um novo país em 2024, com os Emirados Árabes Unidos (AU) e os Estados Unidos da América (EUA) no topo da lista de destinos.

Em África, por exemplo, o país liderado por Matamela Cyril Ramaphosa continua a ser líder em saídas milionárias, com uma estimativa de que 600 indivíduos com elevado património líquido (HNWIs, na sigla em inglês) deverão partir em 2024. 

“A África do Sul perde tradicionalmente 300 a 400 HNWIs devido à migração anualmente, pelo que os números de 2024 representam uma nova saída recorde”, lê-se.

De acordo com o documento da Henley & Partners, a Nigéria segue como segunda na lista dos países com maiores estimativas de saídas milionárias. Em 2024, por exemplo, prevê-se a partida de 300 milionários.

Para o caso da Nigéria, o número de HNWIs que vivem no país diminuiu drasticamente em 45% durante a última década, tornando-o no mercado com pior desempenho em África durante este período. 

Os destinos populares para milionários que saem da Nigéria incluem os Emirados Árabes Unidos, o Reino Unido e a África do Sul, bem como vários países da Europa, de acordo com o documento que citamos

“Os números milionários da migração são um importante indicador global da saúde de uma economia, especialmente no lado da saída. Por exemplo, se um país está a perder um grande número de milionários devido à migração, isso provavelmente se deve a problemas graves nesse país”, lê-se no documento.