3
1

Ministro defende mais celeridade na concessão de crédito

Os pedidos de crédito bancário para investimentos passam a ser tratados num horizonte temporal de 45 dias, referiu o ministro da Economia e Planeamento, Sérgio dos Santos, na província do Namibe.

1
2
Redacção_E&M
Fotografia
:
DR
Redacção_E&M

De acordo com o governante, a presença de instituições como o Instituto Nacional de Pequenas e Médias Empresas têm retardado o processo de avaliação e aprovação de créditos bancários.

Segundo o portal de informação Macauhub, que cita o Jornal de Angola, Sérgio dos Santos apresentou a mediada num encontro que manteve com empresários da província do Namibe, realizado recentemente. O novo ministro da economia disse ser pretensão do Ministério da Economia e Planeamento garantir maior celeridade na cedência de financiamentos destinados à dinamização da actividade económica.

No encontro, em que participaram mais de duas centenas de empresários de diversos ramos, os homens de negócios queixaram-se da morosidade e burocracia dos bancos no atendimento dos processos de pedidos de créditos, sendo que existem casos que já duram há mais de um ano.

Assim sendo, em resposta, o ministro afirmou que ogoverno está a trabalhar com os bancos para que, num curto espaço de tempo, sepossam encontrar mecanismos mais expeditos de apoio ao sector privado, tendo emvista o aumento da produção nacional.

“Queremos, num curto espaço de tempo, trazer os bancos aos produtores, pois quanto mais curta for a distância entre a banca e os agentes produtivos, maior será o aumento da produção e do Produto Interno Bruto”, disse o ministro.

7