3
1

Ministro desmente venda de energia à vizinha RDC

O Ministério da Energia e Águas (MINEA) afastou, recentemente, em Luanda, a hipótese de que Angola venha a vender energia eléctrica para a vizinha República Democrática do Congo (RDC).

1
2
Redacção_E&M
Fotografia
:
Redacção_E&M

Segundo um comunicado expedido pelo Gabinete de Comunicação Institucional e Imprensa (GCII), citado pelo Jornal de Angola, o Ministério desmente, deste modo, uma notícia da ANGOP, publicada na última quarta-feira, fazendo referência de que o titular da pasta da Energia e Águas teria aventado a possibilidade de o país exportar energia para a RDC.

De acordo com a notícia publicada pela ANGOP, o ministro da Energia e Águas, João Baptista Borges, teria anunciado essa intenção, em Nóqui, no mesmo dia em que inaugurou a subestação eléctrica daquele município fronteiriço com a RDC, o que não corresponde à realidade.

Verdade é que, salienta o comunicado, com a entrada em funcionamento desta infra-estrutura, a província do Zaire passa a ser a primeira no país que tem a totalidade dos seus seis municípios interligados no sistema eléctrico público nacional, deixando, igualmente, de depender da energia comprada à vizinha República Democrática do Congo. A subestação eléctrica do Nóqui tem capacidade para 10 megawatts.

7