3
1

Moçambique. Défice da balança comercial agrava-se em quase 90%

O défice da balança comercial de Moçambique em 2018 situou-se em 1931,9 milhões de dólares, o que representa um agravamento de 89,38% face ao valor contabilizado em 2017, referiu o INE.

1
2
Redacção
Fotografia
:
DR
Redacção

A informou avançada pelo Instituto Nacional de Estatística (INE) de Moçambique consta do relatório Estatísticas do Comércio Externo de Bens – Moçambique 2018, que adianta que o défice comercial verificado em 2017, de 1020,1 milhões de dólares, foi o mais favorável desde a independência do país, em 1975.

Moçambique exportou em 2018, de acordo com o portal Macauhub, produtos no valor de 5012,2 milhões de dólares, um aumento de 6,1% face aos 4725,3 milhões de dólares contabilizados em 2017 e importou bens no montante de 6944,2 milhões de dólares, um crescimento de 20,9% face aos 5745,4 milhões de dólares de 2017.

O portal Macauhub, refere ainda, citando o INE daquele país do Índico, que excluindo os grandes projectos, as exportações situaram-se em 1794,4 milhões de dólares (mais 19,1% face a 2017) enquanto as importações atingiram 5952,8 milhões de dólares (mais 18,1% face a 2017).

Dos 130 países que receberam bens provenientes de Moçambique, destacam-se a Índia (27,3%), África do Sul (17,4%), Países Baixos (12,2%), China (4,8%) e Singapura (4.6%).

No que se refere à estrutura das importações por países, escreve o Macauhub, dos 206 países de origem dos bens que entraram no país em 2018, destacam-se os mesmos de 2017, a África do Sul (27,8%), China (11,5%), Emirados Árabes Unidos (7,5%), Países Baixos (7,5%) e Índia (7.1%).

Os principais grupos de bens exportados foram Combustíveis Minerais, no valor de 2304,2 milhões de dólares ou 46% do total (menos 5,0 pontos percentuais face a 2017) e Metais Comuns com 1350,5 milhões de dólares (26,9%).

O INE salientou, segundo o site Macauhub, o facto de este grupo de produtos totalizar 72,9% dos bens vendidos ao exterior, facto que indicia a elevada dependência e pouca diversificação das exportações.

Os principais grupos de bens importados foram os Combustíveis Minerais com um valor de 1603,7 milhões de dólares correspondentes a 23,1% do total, Máquinas e Aparelhos com 1331,52 milhões (16,3%) e Produtos Agrícolas com 872,6 milhões de dólares (12,2%). 

7