3
1

Mundo celebra hoje Dia da lavagem das mãos

Assinala-se hoje, 15 de Outubro, em todo o mundo, o Dia da lavagem das mãos. No país, a data é comemorada há 12 anos.

1
2
António Nogueira
Fotografia
:
DR
António Nogueira

Para este ano, está programada a realização de um acto simbólico de lavagem das mãos, em várias escolas do país.

Todos os anos, a 15 de Outubro, o mundo celebra o Dia Mundial da Lavagem das mãos. Trata-se de uma data especial que pretende promover esta prática simples, eficaz e de maior importância na prevenção e controlo da disseminação de infecções.

Estudos demonstram que lavar as mãos com água e sabão pode reduzir a incidência da diarreia em cerca de 40 por cento, e as infecções respiratórias até cerca de 25%. Lavar as mãos, segundo ainda vários estudos, pode contribuir de maneira significativa para a redução da mortalidade e da malnutrição infanto-juvenil.

Segundo o representante do Fundo de Emergência Internacional das Nações Unidas (UNICEF) em Angola, Ivan Yerovi, a crise da Covid-19, tornou-se num momento único para chamar a atenção e a acção de vários parceiros para a importância crítica da higiene das mãos.

“Agora é necessário que haja uma acção colectiva entre vários actores como governos, fabricantes de material de higiene, escolas, hospitais, provedores de serviço de água e outras instituições públicas, no sentido de aproveitar ao máximo a oportunidade e criar melhores condições para a higienização das mãos”, referiu Ivan Yerovi, numa nota enviada à imprensa.

Em Angola, de acordo com os dados do IBEP (Inquérito de Bem Estar da População 2009) e o IIMS (Inquérito de Indicadores Múltiplos e de Saúde 2015-2016) apenas 36% da população praticou a acção de lavagem das mãos em momentos críticos.

Segundo ainda as estatísticas nacionais, a cada ano, as doenças diarreicas e insuficiências respiratórias são responsáveis por 18 e 16%, respectivamente de mortes de crianças menores de cinco anos.

A nível global, 1,1 milhões de crianças menores de cinco anos morrem todos os anos, na ordem de 3000 crianças por dia, como consequência da diarreia, que tal como a gripe, mononucleose, norovírus, infecções estomacais, conjuntivite, dores de garganta e as infecções hospitalares, podem ser prevenidas com o simples gesto de lavar as mãos.

Para a representante da Organização Mundial da Saúde (OMS) em Angola, Djamila Khady Cabral, a higiene das mãos é uma das acções mais eficazes que se pode realizar para reduzir a propagação de agentes patogénicos e prevenir infecções, incluindo o vírus da Covid-19.

“As mãos têm um papel crucial na transmissão da Covid-19, tendo em conta que o coronavírus se propaga principalmente através da transmissão por gotículas e o contacto com as mãos infectadas após tocar em pessoas, objectos ou superfícies contaminadas. Assim sendo, cada um de nós deve desempenhar um papel crucial na luta contra a Covid-19, trabalhando para a criação de condições nas famílias e nas comunidades para a lavagem regular das mãos, e adoptando a higiene frequente das mãos como parte do seu quotidiano”, referiu.

Angola celebra o 15 de Outubro, Dia Mundial de Lavagem das Mãos com água e sabão, desde 2008, com a realização de um acto simbólico de lavagem das mãos, em várias escolas do país. Este ano, o Ministério da Educação promove acções de sensibilização e demonstração da lavagem correcta das mãos, em várias escolas do país e apela às comunidades, bem como aos parceiros sociais, a participarem activamente na promoção desta prática essencial para a saúde.

“A escola é um espaço privilegiado para a promoção de normas sociais que salvam vidas e a prática da lavagem das mãos e outras praticas de higiene e saneamento devem ser incutidas desde cedo, em cada indivíduo, por forma a garantir o bem-estar das nossas famílias”, justifica o Secretário de Estado da Educação para o Ensino Pré-Escolar, Pacheco Francisco, acrescentando que, “a prática da lavagem das mãos com água e sabão deve ser uma norma social promovida e disseminada em todos os meios, começando pela família, e envolvendo as escolas”.

A campanha de lavagem das mãos com água e sabão enquadra-se na iniciativa global denominada “Higiene das mãos para todos”, que tem como objectivo apoiar as comunidades mais vulneráveis e instituições com meios para proteger a sua saúde e o ambiente.

Esta iniciativa congrega parceiros nacionais e internacionais, governos, entidades do sector privado e sociedade civil para assegurar que as condições sejam criadas para promover a cultura da higiene das mãos de forma contínua.

7
Assine a Revista Digital - Economia & MercadoAssine a Revista Digital - Economia & Mercado