3
1

O caminho do meio

A actual crise socioeconómica que se vive em Angola, agravada pela Covid-19, vai-se resvalando para uma crise política latente, atendendo ao excessivo aproveitamento político-partidário dos factos.

1
2
Fotografia
:
Carlos Aguiar

Comprovaram-no, mais uma vez, os incidentes de 30 de Janeiro na vila de Cafunfo, Lunda Norte, onde, independentemente de como os factos se terão desencadeado, ocorreu um massacre hediondo, a todos os níveis. Os factos foram simplesmente politizados e criou-se um palco para o lançamento de farpas e discursos desequilibrados, de um lado, e musculados, do outro.

Um mês depois, continua-se por apurar a verdade, assim como, infelizmente, se continuará a não repensar o modelo de governação e redistribuição da riqueza nessa região, que é, apesar dos recursos minerais que contribuem significativamente para o PIB nacional, uma das mais pobres do país. Afinal, o dinheiro por si só não resolve problemas, mas, sim, a forma como é gerido. E isso pode ser tão verdade quando olhamos para a actual Situação de Calamidade Pública em que se encontra Luanda. Como verá mais à frente, para 2021, no OGE aprovado em Dezembro último, estavam previstos, inicialmente, 8,3 mil milhões Kz de dotação para a limpeza e saneamento de Luanda, cujo Governo tem dívida com operadores do sector acima de 246 mil milhões Kz, devido, entre outros factores, a contratos indexados ao dólar norte-americano, moeda que, nos últimos anos, se sobrevalorizou em relação ao Kwanza.

Leia o artigo completo na edição de Março, já disponível no aplicativo E&M para Android e em login (appeconomiaemercado.com).

The middle path

The current socio-economic crisis in Angola, aggravated by the Covid-19, is sliding into a latent political crisis, with an excessive political and party exploitation of the situation.

And it is once again proven by the incidents of January 30, in the village of Cafunfo, Lunda Norte, where, regardless of how the facts may have unfolded, a heinous massacre occurred at all levels. The facts were simply politicized, and a stage was created for the launch of splinters and unbalanced speeches, on the one hand, and threatening speeches, on the other hand.

A month later, the truth remains to be determined; and, unfortunately, again we will not rethink the governance and wealth distribution model in this region, which is one of the poorest in the country, despite the mineral resources that contribute significantly to the national GDP. After all, money alone does not solve problems; the way it is managed does solve. And this is proven to be so true when we look at the current Situation of Public Disaster in Luanda. As you will see further ahead, for 2021, in the General State Budget (OGE), approved last December, 8.3 billion Kz for the cleaning and sanitation of Luanda were initially planned.

Read the full article in the March issue, now available on the E&M app for Android and at login (appeconomiaemercado.com).

7
Assine a Revista Digital - Economia & MercadoAssine a Revista Digital - Economia & Mercado