3
1

PGR recupera mais de 280 milhões de dólares dagestora do novo aeroporto de Luanda

A Procuradoria-Geral da República (PGR) recuperou pouco mais de 286 milhões de dólares norte-americanos que se encontravam em posse da empresa CIF Angola.

1
2
Redacção
Fotografia
:
DR
Redacção

A Procuradoria-Geral da República (PGR) recuperou pouco mais de 286 milhões de dólares norte-americanos que se encontravam em posse da empresa CIF Angola, na qualidade de entidade gestora do projecto de construção do Novo Aeroporto de Luanda.

De acordo com um comunicado divulgado ontem, o dinheiro foi recuperado na sequência de um processo conduzido pela Direcção Nacional de Prevenção e Combate à Corrupção da PGR e que visou fiscalizar as obras do novo Aeroporto Internacional de Luanda.

No mesmo documento, a PGR informa que o valor já se encontra depositado numa contado Estado angolano e que o processo de inquérito prossegue a sua tramitação legal para que se apurem responsabilidades.

Recorde-seque em Outubro de 2017, o Presidente da República, João Lourenço, avaliou o grau de execução das obras de construção do novo Aeroporto Internacional de Luanda, localizado na comuna do Bom Jesus, no município de Icolo e Bengo,província de Luanda.

Nessa altura foi anunciado que a infra-estrutura deveria iniciar a operar em 2019, um atraso de dois anos face à previsão anterior, justificado com dificuldades financeiras. A 28 de Fevereiro do ano em curso (2019), o ministro dos Transportes, Ricardo de Abreu, afirmou que as obras do NAIL seriam submetidas a correcções de engenharia e funcionalidade, para adequar a estrutura aos padrões da modernidade, inovação e de conforto dos passageiros.

Problemas de ordem financeira, técnica e operacional têm vindo a condicionar o decurso das obras e obrigaram à substituição do empreiteiro, com garantia de financiamento para a execução dos trabalhos. Até 2018, o projecto, avaliado em mais de cinco mil milhões de dólares, foi financiado por fundos da China.

7