3
1

Produtores no Kwanza-Norte prevêem aumento da produção de café

Agricultores apontaram a insuficiência de meios de produção, bem como as dificuldades de acesso ao crédito bancário mas estão determinados em, ainda assim aumentar a produção do “bago vermelho”.

1
2
Fotografia
:
DR

Os produtores de café na província do Kwanza-Norte esperam uma colheita de 1.800 toneladas de Café Mabuba na campanha agrícola 2020-2021, mais 100 toneladas que na de 2019, anunciou o chefe dos serviços provinciais do Instituto Nacional do Café, Costa Neto.

O responsável atribuiu o crescimento a regularidades das chuvas. O aumento do preço do Café Mabuba no produtor, ascendendo de 150 a 200 Kwanzas o quilo, também estimulou a produção, de acordo com dados obtidos pela nossa reportagem que também indicam que as autoridades têm registadas 1.500 fazendas nos municípios do Cazengo, Golungo-Alto, Samba-Caju, Quiculungo e Ambaca, mas apenas 700 activas.

Numa mensagem lida na ocasião, os produtores apontaram a insuficiência de meios de produção, como catanas, limas, podadeiras, botas de borracha e a degradação das vias de acesso como factores que dificultam o aumento da produção do bago vermelho na província, e lamentam ainda o baixo preço do quilo de café, comercializado entre 160 e 200 kwanzas, bem como as dificuldades de acesso ao crédito bancário.

Por seu turno, o governador do Kwanza-Norte, Adriano Mendes de Carvalho, que procedeu à abertura da colheita, afirmou que o executivo local está a adoptar medidas de fomento da produção, através da criação de cadeias produtivas, de transporte e comercialização.

Já o presidente da confederação dos empresários de Angola, Francisco Viana, manifestou o apoio aos produtores de café na província, através da distribuição de meios de produção, comercialização da produção local, incentivos financeiros, entre outros.

7
Assine a Revista Digital - Economia & MercadoAssine a Revista Digital - Economia & Mercado