3
1

Publicidade, que benefícios?

Todos os que trabalham em publicidade têm consciência dos seus efeitos sobre as empresas, em particular, e sobre a economia e a vida dos cidadãos em geral.

1
2
Fotografia
:
Carlos Aguiar

Percebe-se o impacto da publicidade sobre o processo competitivo entre produtos, entre serviços e organizações e, acima de tudo, sobre a relação, a ligação emocional entre as empresas, seus produtos e os consumidores. Não sendo uma expressão da comunicação social, a publicidade, como instrumento da comunicação comercial, gera inúmeros benefícios que escapam muitas vezes à leitura menos atenta dos cidadãos.

A publicidade é promotora da diferenciação pela inovação, sendo preponderante para a contínua melhoria de produtos e serviços, para a expansão das empresas e, concomitantemente, para a geração de riqueza na economia e de benefícios para os consumidores. É promotora da liberdade de escolha, constituindo-se como um alicerce forte da democracia. Incentiva também a competição pela qualidade e preço, gerando um círculo virtuoso no qual os consumidores obtêm bens e serviços de maior qualidade a preços menores, decorrentes do aumento da procura. E isto estimula o crescimento do mercado, outro benefício claro da publicidade. Estudos feitos nas 15 maiores economias mundiais comprovam que há uma correlação directa entre os investimentos em publicidade (comunicação comercial) e a expansão dos sectores do mercado e o conjunto do Produto Interno Bruto (PIB). A Publicidade também garante a independência dos meios de comunicação social e a sua sustentação financeira. Estes têm na venda dos seus espaços publicitários a sua maior fonte de receita, garantindo a sua existência e independência editorial com uma ampla pluralidade de programação que atende a todos os segmentos da população, sendo um dos maiores suportes da liberdade de imprensa. A competição pela audiência, factor decisivo para a comercialização dos espaços publicitários, faz com que exista permanente preocupação com a inovação, variedade e qualidade da programação.


A publicidade suporta também as artes, a cultura e a economia criativa. Não há hoje eventos culturais ou artísticos de expressão que não sejam total ou parcialmente suportados pela publicidade, quer na forma de patrocínios, pagamentos de custos directos e indirectos ou licenciamento das suas propriedades para finalidades promocionais. É igualmente vital para o desporto. Não existiria, na forma como hoje se apresenta, com uma presença esmagadora na vida das pessoas sem ter como principal suporte a publicidade. Nem seria possível recebermos nas nossas casas a quantidade de eventos desportivos de dimensões tão variadas se as transmissões não assentassem as suas receitas na comunicação comercial.

Leia mais na edição de Outubro de 2019

Economia & Mercado – Quem lê, sabe mais!

7