3
1
PATROCINADO

Sector privado dos EUA falha meta dos 175 mil novos postos de trabalho em Maio

Sebastião Garricha
6/6/2024
1
2
Foto:
DR

É o segundo mês consecutivo de abrandamento neste indicador privado de mercado, cuja divulgação mensal antecede, em dois dias, os dados oficiais.

O sector privado norte-americano criou, em Maio último, cerca de 152 mil postos de trabalho, abrandando em relação aos dois meses anteriores e falhando a projecção do mercado.

Os dados da ADP (indicadores americanos que reflectem sobre a economia e o emprego no país, traduzido do inglês), divulgados a 5 do mês corrente, mostram uma criação de emprego no sector privado, em Maio, abaixo dos 175 mil postos, conforme projecções do mercado. 

Segundo cálculos do Diário Económico, caso se tivesse verificado este número, seria uma ligeira subida em relação aos 188 mil registados em Abril, valor revisto em baixa em relação aos 192 mil inicialmente reportados.

Trata-se, no entanto, do segundo mês consecutivo de abrandamento neste indicador privado de mercado, cuja divulgação mensal antecede, em dois dias, os dados oficiais. 

Na próxima sexta-feira, 7,  de acordo com o Diário Económico, o Departamento do Trabalho deverá divulgar os números da criação de emprego na maior economia do mundo, sendo que o mercado aponta para uma subida dos 175 mil empregos criados em Abril para 185 mil em Maio.

“Apesar do abrandamento, são números ainda fortes e que não devem pressionar a Reserva Federal a mexer nos juros em breve, sobretudo depois de ter sinalizado que o actual nível de taxas teria de ser mantido por mais tempo do que se estimava”, lê-se. 

Recorde-se que, ao contrário do seu homólogo europeu, o banco central norte-americano tem um mandato duplo que, além da inflação, cobre o mercado laboral.