3
1

Subestação da Quibala concluída em Junho deste ano

Junho é o mês limite para a conclusão das obras da subestação eléctrica móvel com uma capacidade para produzir 220/30 kV - 10 Mva, em construção no município da Quibala, na província do Cuanza Sul.

1
2
Fotografia
:
DR

Os trabalhos de construção desta subestação tiveram início em Abril de 2020 e vai atender necessidades como conservação de alimentos, iluminação das residências e vilas, bem como o apoio à actividade empresarial do município.

Uma nota do sector, citado recentemente pela Angop, dá conta que o ministro da Energia e Águas, João Baptista Borges, deslocou-se à província do Cuanza Sul, numa jornada que contemplou também a província do Cuanza Norte, visando a constatar o actual nível de execução das obras de electrificação do município da  Quibala.

Neste sentido, a partir dos meses de Julho e Agosto deste ano, de acordo com o documento, em simultâneo, terá início a primeira fase de construção das redes de distribuição em média e baixa tensão, incluindo as ligações domiciliares, que levará a energia de forma regular a casa dos habitantes do município sede.

Em relação à expansão da rede eléctrica às fazendas agrícolas, está em curso, o projecto de execução das linhas de média tensão, que terão uma extensão aproximada de 75 quilómetros que visa o desenvolvimento sustentável da agricultura, aproveitando a disponibilidade existente de energia de produção hídrica, proveniente da rede eléctrica nacional, que está a ser executado em parceria com o Ministério da Agricultura e Pescas. A obra tem prazo de execução de seis meses, devendo os trabalhos ficar concluídos antes do final do ano.

Assim sendo, o sofrimento dos agentes económicos, principalmente no apoio à classe empresarial local, termina com a execução e conclusão dos projectos de electrificação do município da Quibala.

Anteriormente, refere a Angop, os rendimentos de grande parte dos que se dedicam à actividade agropecuária, se perdiam na compra de combustível e avultados custos na manutenção de geradores, mas que com a chegada da energia eléctrica da rede pública nestas localidades, tudo fica mais aliviado tanto para os munícipes como para os investidores.

Segundo a nota, que cita as orientações baixadas no local pelo ministro João Baptista Borges orientou à a ENDE está orientada para realizar trabalhos de implantação do ramal de média tensão em simultâneo com a construção das linhas de baixa tensão.

No seguimento da jornada inspectiva, a delegação da Energia e Água, seguiu, depois da visita ao município da Quibala, para a vila do Waku Kungo, também no Cuanza Sul, onde aferiu o grau de execução da empreitada de electrificação do aldeamento Waku Kungo, pólo agro-pecuário e industrial em desenvolvimento.

7
Assine a Revista Digital - Economia & MercadoAssine a Revista Digital - Economia & Mercado