3
1

Um aeroporto de meia idade e com reumatismo

As declarações do ministro dos transportes de Angola levantaram finalmente a cortina de fumo sobre o estado das obras do novo aeroporto internacional de Luanda.

1
2
Fotografia
:
Carlos Aguiar

Segundo Ricardo d’Abreu, a obra está enferma de graves problemas de construção e requer uma nova apreciação, quer em termos de engenharia, quer em termos de arquitectura. Iniciada há mais de 10 anos, sem que os principais actores da aviação civil do país tenham sido ouvidos e incorporados no projecto, esta obra, com um custo inicial de 3,5 mil milhões de dólares, foi preferida a um outro projecto que previa a modernização e ampliação do velho aeroporto, então avaliado em cerca de 100 milhões de dólares.

Se a memória não me atraiçoa, o velho aeroporto ficaria, após conclusão, com uma margem para receber entre sete e nove milhões de passageiros por ano e ia introduzir o sistema de mangas, salas amplas de atendimento aos passageiros tanto dos lados terra como ar, com uma infra-estrutura moderna para serviços comerciais.

Leia mais na edição de Abril de 2019

Economia & Mercado – Quem lê, sabe mais!

7