3
1

UNITA pede intervenção do Estado para funeral de Savimbi

A UNITA pediu, esta semana, em Luanda, a intervenção da administração do Estado na criação de melhores condições de acesso à aldeia de Lopitanga, arredores do Andulo, na província do Bié.

1
2
Redacção
Fotografia
:
DR
Redacção

De acordo com o Jornal de Angola (JA), a direcção do maior partido da oposição tomou esta decisão a saída de uma reunião entre o presidente da UNITA, Isaías Samakuva, e os membros das diferentes subcomissões da comissão executiva das exéquias de Jonas Savimbi, criada pela referida força política.

A intervenção na zona mencionada permitirá a melhor circulação das caravanas que participarão da cerimónia das exéquias do fundador do “Galo Negro”, Jonas Malheiro Savimbi.

Durante a reunião, indica o diário, foi apresentado o ponto da situação do estado dos preparativos das referidas exéquias, tendo os participantes o considerado positivo.

Com efeito, os participantes consideraram como preocupante o mau estado das vias de acesso que dá acesso à aldeia de Lopitanga e das pontes sobre os rios que as atravessam tendo, por isso, solicitado a intervenção urgente dos órgãos da administração do Estado.

As exéquias de Jonas Savimbi, estavam previstas, inicialmente, para o passado dia 6 deste mês, mas foram adiadas pelo facto de não terem chegado oficialmente à direcção do partido nenhum dos três relatórios sobre as análises ao ADN do fundador da UNITA, feitos por instituições portuguesas, sul-africanas e angolanas.

7