3
1

Yango chega a Angola com tarifa mais baixa do mercado

Angola é o sexto país do continente africano com os serviços de transportes urbanos da subsidiaria da gigante tecnológica holandesa Yandex presente em 19 países do mundo.

1
2
Fotografia
:
DR

Depois de iniciar as operações em países africanos como a Zâmbia, Senegal, Côte d’Ivoire, Ghana e Camarões, os serviços foram lançados recentemente em Luanda, em Talatona, numa conferência de imprensa presidida pelo director da Yango África.

Adeniye Adebayo disse, em entrevista à Economia & Mercado, que a chegada da empresa ao mercado nacional já "era sem tempo", pois, no seu entender, a província de Luanda em particular dispõe de uma densidade populacional favorável, acesso a Internet e mobilidade urbana aceitável as operações da empresa.

“Deviríamos ter chegado à Luanda a três ou cinco anos atrás, porque a cidade tem cerca de 10.000 habitantes”, frisou, salientando que até ao momento, a plataforma agrega sete empresas locais, reafirmando o interesse em trabalhar com o maior número de parceiros locais possíveis.

“A Yango não trabalha directamente com motoristas. Em Angola trabalhamos com parceiros locais, que são fornecedores de transporte e registados como entidades jurídicas”, afirmou.

Segundo o gestor, a plataforma ajuda os parceiros a criar mais empregos, a aumentar a segurança na indústria, disponibilizando tecnologias de segurança para o mercado e melhorar o clima de investimento. “Os nossos parceiros escolhem motoristas de acordo com a legislação local, pelo que a única forma de ‘entrar’ na Yango é contactar os nossos parceiros”, referiu.

Quanto aos preços praticados no mercado nacional, Adeniye Adebayo disse que a tarifa é taxada por quilómetros, começando em 550 kwanzas. “Neste momento as nossas tarifas são dez a 15% mais baixas do que a concorrência e o que pretendemos é que estes preços se tornem muito mais acessíveis para todos”, salientou.

Além disso, frisou, os passageiros podem desfrutar de vantagem de ‘’múltiplos destinos e encomendas’’, que de acordo com o gestor da Yango, os concorrentes directos “não podem oferecer”.

“Devemos sublinhar que os preços baixos não prejudicam o rendimento do motorista a qual fornecemos uma utilização mais eficiente do automóvel e a possibilidade de reduzir o consumo de gasolina devido à nossa funcionalidade de ‘encomendas em linha” e distribuição inteligente’”, refoçou na conferência de imprensa.

“Os preços económicos que oferecemos estão lá graças às nossas tecnologias inteligentes, aos nossos próprios mapas, e aos cálculos eficientes da melhor rota possível com base na aprendizagem mecánica,que o motorista pode fazer mais rotas por hora e garantir um bom rendimento para as mesmas horas de trabalho”, diferenciou.

Impacto da Covid-19

O director da Yango África disse que a pandemia da Covid-19 abrandou, sobremaneira, a velocidade das operações da empresa no continente africano, numa altura em que a empresa tinha iniciado as operações nos Camarões e depois no Gana.

Infelizmente, salientou Adeniye Adebayo, a pandemia acabou por abrandar o nosso rápido crescimento. Com a maior abertura, contudo, conseguimos entrar na Zâmbia Senegal e agora Angola”, disse, informando que actualmente existem cerca de 200 empresas acopladas na plataforma.

Yango é um serviço internacional para encomendar Táxi online através de um aplicativo para telefones inteligentes. O serviço já opera em 19 países da Europa, Ásia Central, Médio Oriente e África, incluindo a Costa do Marfim, Gana, Camarões, Senegal e Zâmbia.

7
Assine a Revista Digital - Economia & MercadoAssine a Revista Digital - Economia & Mercado