1
e
f
2

Bilhões de pessoas não podem pagar imediatamente uma cirurgia de que necessitam, de acordo com o Banco Mundial. Das que a conseguem pagar, estima-se que 33 milhões venham a sofrer dificuldades financeiras devido aos seus custos directos. Angola tem vindo a reduzir o risco de empobrecimento da população provocado pelos gastos com o atendimento cirúrgico. No ano passado (2017), 7,1 % da população angolana estava em risco de empobrecimento provocado por gastos em atendimento cirúrgico, um valor que sofreu uma redução de 18,2% nos últimos 9 anos.