3
1

A província dos “postais ilustrados”

As quedas da Kalandula serão a sua imagem mais famosa, mas esta é também a província das majestosas e impressionantes Pedras Negras de Pungo Andongo.

1
2
Susana Gonçalves
Fotografia
:
Carlos Aguiar
Susana Gonçalves

Além destas maravilhas, a província de Malanje conta ainda com a cascata de Musselenge ou dos rápidos do Kwanza, vizinhos do santuário natural da Cangandala, último refúgio da Palanca Negra Gigante, a ameaçada espécie de antílope tantas vezes escolhida como símbolo de Angola.

Os mais de 98 mil quilómetros quadrados de extensão da província de Malanje estendem-se por altitudes que variam entre os 500 e 1500 metros, subdividindo-a em três zonas geográficas distintas: o planalto de Malanje, a Baixa de Kassanje e o Songo, na zona do Luando, cada qual com as suas especificidades próprias e que enriquecem o território com uma diversidade de paisagens, de fauna e flora capazes de encantar todos os visitantes.

Os municípios de Cacuso, Caombo, Kalandula, Cambundi-Catembo, Cangandala, Kiwaba Nzogi, Cunda-Dia-Baze, Luquembo, Malanje, Marimba, Massango, Mucari, Quela e Quirima proporcionam a possibilidade de produzirem em qualidade e quantidade os mais diversos produtos agrícolas, da cana-de-açúcar ao algodão, passando por variadas leguminosas e muitos hortícolas. Porém, a riqueza da região não se esgota na sua principal actividade, a agricultura, com a pecuária a dar passos cada vez mais seguros, começando também a despontar alguma indústria, não esquecendo todas as potencialidades mineiras que poderão ajudar a transformar Malanje numa zona próspera e rica.

Leia mais na edição deDezembro de 2018

Rotas Economia & Mercado – Quem lê sabe mais!

7