3
1

Ambição e resiliência para crescer

Começou por fazer pequenas obras de construção civil ainda durante o conflito armado. Encarou a crise como uma oportunidade, cresceu e expandiu-se além-fronteiras.

1
2
Fotografia
:
Carlos Aguiar

Considerada um canteiro de obras, Angola viu nascer, desde o fim da guerra civil, em 2002, muitas empresas de construção. Porém, desde 2014, ano em que se manifestou a crise económica e cambial resultante da baixa do preço do petróleo, várias obras públicas e privadas foram interrompidas.

O Grupo Zerca, de origem angolana, encarou a situação como uma oportunidade para crescer. Fundado em 1996, o grupo começou por fazer pequenas obras de engenharia civil, mas manteve a ambição de crescer. Em 2015, graças à experiência acumulada no mercado nacional, a crise foi, revela o director-geral da firma, uma oportunidade para crescer.

“Em 1996, começámos por reabilitar edifícios e apartamentos, e fomos crescendo. A crise despertou um maior interesse pelo investimento no sector agrícola, e nós começámos a ser muito solicitados para desenvolver estaleiros e outras infra-estruturas agrícolas”, afirmou Luís Matos à E&M.

Leiamais na edição de Janeiro de 2019

Economia& Mercado – Quem lê sabe mais!

7