3
1

Angola deve explorar novos minerais, defendem especialistas

Especialistas e responsáveis do sector defendem que Angola deve avançar para a exploração de novos minerais, mas também apelam a que banca encontre novas soluções para financiamento.

1
2
Fotografia
:
DR

A falar no segundo fórum Banca e Mineração, a directora da Price Water Cooper Angola, Alexandra Moutinho referiu que a banca angolana precisa pensar em outras soluções inovadoras de financiamento, como as praticadas mundo, nomeadamente, o uso de títulos mineiros como garantia em operações de financiamento; Créditos sobre a produção; Linhas de crédito específicos; Sindicatos bancários; Financiamento a licitações; Bolsas de valores para “venture capital”; Fundos de Investimento; Listagem conjunta em bolsa; Royalties e Contratos de “streaming”.

Por outro lado, os especialistas e responsáveis do sector que participaram no segundo fórum Banca e Mineração que decorreu em Luanda, sob o tema “Diversificação mineira: respostas do Sector Bancário para o seu financiamento e alavancagem”, deixaram também claro que Angola deve considerar a exploração de novos minerais, como como lítio, níquel, cobalto, platina, manganês e grafite que ganharam natureza estratégica, muito por conta do Acordo de Paris, para poder responder à transformação energética, pois Angola é um país mineiro que procura aumentar a sua capacidade de exploração de recursos minerais como pedras preciosas, ouro, rochas ornamentais, calcário, recursos minerais para a construção civil, areia siliciosa, argila, metais ferrosos, fosfatos e manganês, elementos de terras raras, entre outros.

Recorde que o segundo Fórum Banca & Mineração é uma das plataformas anuais de aproximação entre os Sectores Financeiro e Mineiro para viabilizar as expectativas de exploração sustentável de todo país, e nesta edição, contou com a presença de mais de 70% dos bancos locais, empresas, associações mineiras e a academia.

7